Tobias Forge (Ghost) e Mike Patton (Faith No More)
Fotos: Reprodução/YouTube | Wikimedia Commons

Tobias Forge falou sobre duas de suas maiores inspirações da música em entrevista recente.

Durante conversa com o programa Rage (via Alternative Nation), o vocalista do Ghost falou sobre admiração pelo Faith No More e o Jane’s Addiction — e sobre como é difícil descrever os dois grupos.

Leia:

Nos anos 90, havia algumas bandas que eu gostava muito, e ainda gosto até hoje, que são difíceis de colocar em um nicho. Uma delas é o Faith No More. Quem sabe o que eles tocam? Ninguém sabe, na verdade. É uma banda de synth? Não. É uma banda de heavy metal? Não, não mesmo. Eles são apenas uma banda muito, muito boa.

Outra banda que gosto de colocar ao lado do Faith No More é o Jane’s Addiction. É outra muito difícil de definir. Se há a necessidade de definir o que uma banda é, mas no mundo do Rock, isso é importante às vezes. Mas eu acho que eles mantiveram sua natureza ilusória e, no começo dos anos 2000, retornaram do nada com um disco novo.

E você, consegue definir o Faith No More e o Jane’s Addiction?

Ghost

O último disco da banda de Forge é Prequelle, de 2018.

LEIA TAMBÉM: Foo Fighters toca Jane’s Addiction com Perry Farrell no Lollapalooza Suécia