Rohmanelli - Macho Discreto
   

Italiano radicado no Brasil há 20 anos, o professor universitário Sergio Romanelli está vivendo uma nova e interessantíssima fase artística de sua vida.

Direto de Florianópolis e com o nome artístico Rohmanelli, o músico lança hoje a pedrada “Macho Discreto”, e basta uma audição para saber que a hipocrisia, o preconceito e os padrões serão destruídos logo nos primeiros segundos da canção.

Fazendo o que chama de “transpop”, Rohmanelli mistura um Pop ácido com elementos do Punk Rock para criticar, com palavras fortes e claras, os “machos discretos” que não apenas têm medo de sair do armário como em público bradam contra a causa LGBTI+.

Parceria com Raphael Warlock e Clipe Emblemático

A nova canção de Rohmanelli é uma parceria com o rapper Raphael Warlock, que compôs a letra junto com Sergio.

O clipe, assim como a música, tem o objetivo de questionar padrões sexuais, amorosos, políticos e religiosos, e para isso usa imagens de estética forte ligadas ao mundo LGBT, o BDSM, as tatuagens, as danças, o pole dance e mais:

Com esse trabalho, quero mostrar a vitória e a superioridade da liberdade sobre toda e qualquer moral. No vídeo, pretendo representar o equilíbrio entre o masculino e feminino. Aquela coincidentia oppositorum que os alquimistas renascentistas e neoplatônicos buscavam, o Andrógino.

Pensamos conceitualmente em dois blocos em que houvesse uma iniciação ao masculino primeiro, com a raspagem do cabelo e sobrancelha, a tatuagem, seguido a uma iniciação ao feminino como corpo, o movimento, o pole dance para chegar ao final a uma síntese entre os dois numa mesma pessoa.

Ama Fialho

Outro ponto alto do clipe de “Macho Discreto” é a participação de Ama Fialho, modelista trans que foi vítima de um ataque transfóbico na capital catarinense em 2018.

Ao falar sobre sua aparição no vídeo, Rohmanelli destacou:

O fato dela estar me libertando das amarras nesse clipe e de ser sua primeira aparição pública depois do ataque me deixou muito orgulhoso e emocionado durante a filmagem, pois tem uma carga simbólica muito forte.

O clipe foi dirigido por Marco Martins e Loli Menezes e a canção, que já está em todas as plataformas digitais e pode ser ouvida na playlist oficial do TMDQA!, foi mixada e masterizada por Rafael Pfleger.

Assista ao novo clipe de Rohmanelli logo abaixo.

 
 
Compartilhar