7 grandes clipes que completam 25 anos em 2019

Com o enfraquecimento do grunge após a morte de Kurt Cobain, o mundo da música começava a voltar as atenções para estilos como o punk rock e o britpop.

Clipe de "Basket Case", do Green Day
Foto: Reprodução / Youtube

Em 1994, vimos a explosão de bandas como Green Day, Offspring, Oasis e Blur.

O movimento grunge começava a perder força após fatos como a morte de Kurt Cobain, que deixou o mundo em choque.

O Britpop e o Punk Rock foram alternativas seguidas pelo mercado da música, revelando nomes que estão na ativa até os dias atuais.

Os discos ainda saíam das prateleiras, e não das plataformas de streaming, a MTV ainda era uma das portas mais importantes do nosso consumo musical e vários clipes ganharam destaque.

Vamos a uma lista de 7 vídeos internacionais que nos marcaram há 25 anos.

The Prodigy – “Voodoo People”

Os britânicos do The Prodigy iniciaram a carreira fazendo shows em algumas raves no Reino Unido e logo despontaram nos outro países da Europa e nos Estados Unidos.

O clipe de “Voodoo People”, que sofreu algumas censuras e cortes de cenas, foi o carro chefe do segundo disco, Music For The Jilted Generation.

Keith Flint, originalmente dançarino na banda, e que infelizmente nos deixou esse ano, seria colocado no posto de vocalista apenas no terceiro disco, The Fat Of The Land.

Beastie Boys – “Sabotage”

O trio americano alcançou imensa popularidade com o lançamento de III Comunication, que trazia o mega hit “Sabotage”.

O peso do punk aliado a bases de rap, o improviso do hip hop, as referências dos filmes policiais clássicos e a letra gritada fizeram do clipe uma febre na MTV.

Oasis – “Live Forever”

O britpop estava num certo repouso até que os irmãos Liam e Noel apareceram, chutaram a porta, foram proclamados e se auto proclamaram a salvação do Rock and Roll.

Hits gigantes, das garagens para os estádios lotados, capas de revistas e tabloides de fofoca. O Oasis chegou com Definitely Maybe, trazendo vários dos ingredientes preferidos da audiência, além da qualidade indiscutível de um caminhão de músicas, e polêmicas, que marcaram uma geração.

Blur – “Girls And Boys”

O que se tornaria uma das grandes rivalidades no mundo da música, iniciava com o lançamento do terceiro disco do Blur, intitulado Parklife.

De cara, “Girls And Boys” foi eleito o single do ano pela NME e Melody Maker e Damon Albarn se tornaria a pedra no sapato dos irmãos Gallagher, na disputa pelos primeiros lugares nas paradas.

Quem saiu ganhando? O público e o britpop, que viveu o seu melhor momento.

Soundgarden – “Black Hole Sun”

O carro chefe do disco Superunknown chegou com um clipe cheio de personagens estranhos e um dos refrães mais marcantes do movimento grunge.

Infelizmente, em 2017, “Black Hole Sun” foi novamente cantada em coro de uma forma triste, com o falecimento de Chris Cornell, tornando ainda maior uma das mais belas canções dos anos 90.

Offspring – “Come Out And Play”

O Offspring iniciou as atividades ainda na década de 80 e após alguns anos no underground, chegou ao seu terceiro trabalho, Smash, lançado pela clássica Epitaph Records.

O fenômeno explodiu e o disco, na época, se tornou o mais vendido por uma gravadora independente.

O mercado da música procurava outros caminhos e o punk rock caiu como uma luva, ajudado pela enxurrada de bandas que iniciaram as atividades nesse período.

“Come Out And Play” foi um sucesso imediato, nas rádios e MTV, colocando o Offspring como um dos grandes do ano.

Green Day – “Basket Case”

Mais um grupo de punk rock surgia como um fenômeno, lançando o terceiro disco e atingindo um sucesso estrondoso.

Dookie vendeu mais de 20 milhões de cópias ao redor do mundo e elevou a carreira do Green Day imediatamente.

Billie Joe cantava muito do que a sua geração vivia e em “Basket Case” falou abertamente sobre os problemas de ansiedade, fobias e paranoias. Um sucesso instantâneo.