Andre Matos com o Viper no Rock In Rio
Foto de Andre Matos via Shutterstock
 

Andre Matos, lendário cantor brasileiro que fundou bandas influentes como Viper, Angra e Shaman, faleceu no último dia 08 de Junho, Sábado.

Aos 47 anos de idade, o ícone do Heavy Metal brasileiro nos deixou cedo demais e muito se especulou sobre os motivos para a sua passagem, já que ele estava na ativa fazendo shows, não sofria com problemas de saúde e morreu tão jovem.

Como tínhamos falado por aqui, Andre Matos morreu por conta de uma parada cardíaca, e em entrevista para o UOL, Eco Moliterno, primo do cantor, confirmou que ele teve um infarto fulminante.

Ao seu lado, em vídeo, estava também Daniel Matos, irmão de Andre, e os dois falaram abertamente e com detalhes sobre o dia em que encontraram o músico desmaiado em sua casa.

A Vida de Andre Matos

Antes de falarem sobre a ocasião, Eco e Daniel fizeram questão de contextualizar a rotina de Andre Matos, explicando que ele era um cara que trocava o dia pela noite, trabalhando durante a madrugada e indo dormir no início da manhã.

Além disso, ele morava com o avô de 99 anos de idade e era muito próximo da família, sendo que boa parte dela não morava no mesmo apartamento mas estava no mesmo prédio, a dois andares de distância.

Sendo assim, Eco disse que imagina-se que Andre Matos tenha trabalhado e estudado durante a noite toda e sofrido o ataque cardíaco pela manhã, quando costumava ler um jornal antes de dormir.

Uma funcionária da família o encontrou desacordado e ligou para Daniel, também músico, que havia tocado durante a madrugada e acordado por volta das 9 da manhã para encontrar um amigo que o ajudaria a comprar um carro.

Quando ficou sabendo através da sua mãe, que pegou o telefone, ele correu para a casa de Andre e chegou a tentar realizar procedimentos como respiração boca a boca e massagem cardíaca.

Equipes do SAMU e de um atendimento de emergência particular chegaram ao mesmo tempo até o local e conseguiram reanimar Andre Matos, retomando seus batimentos cardíacos e o encaminhando até um hospital.

LEIA TAMBÉM: Rappin Hood relembra time campeão do Rockgol com Andre Matos

Quando os familiares chegaram ao local, porém, uma médica já os aguardava para dizer que o ex-vocalista do Angra não havia resistido durante o trajeto.

Causa da Morte e estado de Andre

Na entrevista, Eco relata que Andre Matos vivia um momento muito feliz, pois havia feito grandes shows e iria encontrar o filho, que mora no exterior, em Julho: “era a coisa que mais o deixava feliz”.

Quando questionado pela jornalista sobre a causa oficial da morte no laudo do IML, ele disse que consta “infarto agudo do miocárdio”. Mais detalhadamente, isso teria acontecido entre as 9 e as 10 da manhã daquele dia e teria sido provocado pelo entupimento de uma artéria.

Nesse momento, ele deveria estar “lendo o jornal, tranquilamente, em um momento de paz; não teve nada a ver com balada ou alguma coisa do tipo”.

Daniel Matos disse:

A gente precisa estar quietinho e abraçado que é a nossa forma de superar tudo isso. Eu gostaria que as pessoas entendessem que o nosso silêncio não tem a ver com egoísmo. Eu to aqui fazendo esforço para que todo mundo saiba o que aconteceu de verdade e não tenha nenhum tipo de especulação em cima do Andre. Ele simplesmente teve um infarto fulminante. Simplesmente. Infelizmente.

E agora bola pra frente, eu vou lembrar dele sorrindo.

LEIA TAMBÉM: Viper lança faixa inédita com Andre Matos e Paraná celebra o primeiro “Dia do Heavy Metal” em sua homenagem

Velório

Os familiares de Andre Matos também falaram sobre os motivos pelos quais não conseguiram fazer um velório aberto ao público.

Segundo eles, a ideia era encontrar um local para que os fãs pudessem se despedir de Matos, mas como tratava-se de um Sábado à noite, a imensa maioria das casas já tinha eventos marcados e aí um time de pessoas como produtores, políticos e músicos se mobilizaram para tentar achar um local.

LEIA TAMBÉM: Shaman libera o último show de Andre Matos na íntegra em vídeo

Eles são citados por Eco em uma lista de agradecimentos, mas tanto ele como Daniel ressaltam que não acabaram encontrando um lugar que daria certo, e o irmão de Andre também relembrou como na ocasião da morte do jornalista Ricardo Boechat, próximo da família, o músico disse: “cara, se algum dia alguma coisa acontecer comigo, eu não quero nada disso”.

A decisão, então, foi por realizar um velório reservado: “ele me pediu isso e eu não poderia negar. A gente entende que muita gente gostaria de se despedir, mas ele não queria. A gente tentou do fundo do coração fazer as coisas.”

Pedido aos Fãs

Por fim, os dois pediram para que os fãs continuem compartilhando performances de Andre Matos, já que ele sempre foi muito discreto e não falava a respeito do que fazia com frequência.

Seu primo, inclusive, disse que pela primeira vez o viu cantando “Bohemian Rhapsody”, do Queen, por conta de homenagens de fãs.

Ele pediu para que as publicações continuem acontecendo, já que são as maiores das homenagens nesse momento, e também citou a petição que pede para que 08 de Junho seja transformado no “Dia do Metal” no Brasil.

LEIA TAMBÉM: Angra fará live hoje para celebrar a obra de Andre Matos

 
 
Compartilhar