Axl Rose no Rock In Rio 2017
Foto de Axl Rose via Shutterstock
 

Duff McKagan se rasgou em elogios para falar dos dotes vocais de Axl Rose.

O baixista do Guns N’ Roses, em entrevista ao podcast Mohr Stories (via Louder Sound), falou sobre sua surpresa ao reencontrar o vocalista na reunião da banda, em 2016.

Eu tive muito respeito por nós como banda enquanto estávamos nos ensaios antes da turnê. Então, quando Axl entrou para ensaiar, e quando tocamos nos nossos shows… o que ele fez com a voz dele! A primeira vez que o vi cantar, eu era um garoto punk de Seattle, e o vi no final de 84. Ele era como o Henry Rollins, porém tinha esse alcance vocal e tinha a intensidade de Rollins, mas ele podia cantar. Ele tinha essa coisa de ‘voz dupla’. Ele fazia uma coisa baixa e alta ao mesmo tempo. Claro, ele nasceu com certos dons, cantando, mas ele trabalha muito. Ele estava fazendo aulas de canto, aquecimento vocal naquela época. Agora, quando saímos e tocamos, ele faz uma hora e meia de aquecimentos vocais puros. E depois tocamos três horas e meia, às vezes em [lugares com] altitude. O cara se tornou um mestre.

Vale lembrar que o grupo está se preparando para gravar seu primeiro disco de estúdio depois da reunião da formação clássica.

LEIA TAMBÉM: “Fazer as pazes com Axl era prioridade”: Slash fala sobre retorno do Guns N’ Roses