Foto por Aline Krupkoski
 

Por Tony Aiex
Fotos por Aline Krupkoski

“This is a Rock And Roll show. No fucking computers!”

Essa frase foi repetida inúmeras vezes por Laurent Lacrouts, guitarrista e vocalista da banda francesa The Inspector Cluzo e, rapaz, como ele estava certo.

A dupla formada por ele ao lado do baterista Mathieu Jourdain teve a árdua tarefa de ser uma das primeiras atrações do Palco Ônix, que com 6 horas de antecedência para o show já estava lotado de fãs do Twenty One Pilots.

Acontece que ao invés de encontrar nisso um problema, os franceses viram uma oportunidade e a agarraram: fazendo uma espécie de blues/rock envenenado, com muita distorção e sujeira na guitarra, a banda começou a “paquerar” os fãs que ali se aglomeravam desde cedo, interagindo com eles antes do show, e quando subiu ao palco deu exemplo do que é ser um bom performer.

Em pouquíssimo tempo os caras já tinham a plateia nas mãos e conseguiram ensinar trechos de letras, fazer todo mundo jogar as mãos aos céus e ainda explicar a mensagem que passa através de suas músicas.

Segundo o próprio Laurent, os dois são fazendeiros orgânicos e tocam quando estão “de férias”, sendo assim, fizeram questão de dizer que pensam em um futuro melhor justamente para os jovens que estavam ali, sendo aplaudidos antes de tocarem “We The People Of The Soil”.

Definitivamente o Inspector Cluzo foi uma das mais gratas surpresas dessa edição do Lollapalooza Brasil. Não apenas mostrou que o Rock And Roll tem apelo quando é feito direito como também deu uma aula de como cativar novos públicos e seguidores. 10/10.