Pete Doherty em 2015
Foto via Shutterstock
 

Pete Doherty é mais um músico britânico a expor sua opinião sobre o Brexit, o movimento de saída do Reino Unido da União Europeia.

Em entrevista ao Channel 4 (via NME), o líder do The Libertines se mostrou infeliz com a situação, dizendo ter um “sentimento horripilante” sobre isso.

Doherty declarou:

Eu sinto como se fosse ‘Watership Down’, quando os campos começam a ficar pretos, por causa de toda a propaganda que estamos recebendo sobre o Brexit. Eu não acredito que essa grande nação britânica seja capaz de fazer isso sozinha. E destruir minha banda no processo, porque sou o único portador de um passaporte britânico na banda.

Quanto à música, porém, o cara se mostrou um pouco mais otimista. Pete acredita que a revolta com o Brexit pode resultar em grandes músicas — e quem sabe a volta do rock de protesto, finalmente?

Leia:

Não, será a melhor coisa do mundo para música. Você verá uma nova onda insana dos mais incríveis [artistas]. Você vê a diferença entre escrever um poema na prisão e escrever um poema em um chalé perto de um lago, sabe. Haverá uma incrível reação.

Concorda?

Pete Doherty

O músico está atualmente se dedicando à sua nova banda, o The Puta Madres, que lança seu primeiro disco de estúdio neste ano.