Pinegrove
 

O último ano foi intenso para os membros do Pinegrove.

A banda estava se preparando para lançar Skylight, seu segundo álbum de estúdio pela gravadora Run For Cover, quando alegações de coerção envolvendo o frontman Evan Stephens Hall foram publicadas online.

Em uma matéria recente feita pela Pitchfork, foi revelado que Hall teve uma relação “breve, porém intensa” com uma mulher que ele supostamente teria “coagido” a deixar seu atual namorado na época para ficar com ele.

Um mediador entre Hall e a vítima clarificou para a Pitchfork que as alegações eram estritamente sobre “pressões contextuais e verbais” — sem qualquer ação física. A vítima já estava em um relacionamento quando se envolveu com Hall, e ela sente que foi coagida a trair seu companheiro pelo músico.

Desde então, a pedido da vítima, o grupo tirou um ano de hiato para que Hall frequentasse sessões de terapia para mudar seu comportamento.

“Nós queríamos honrar esse acordo,” disse Hall. “Ela reconheceu que nós o honramos e ela aprovou os nossos planos de lançar um disco e tocar alguns shows ainda esse ano”.

Embora o grupo tenha recebido o amplo apoio dos seus fãs durante esse período, Hall afirmou que a situação é séria e não deve ser simplesmente ignorada.

Nós não queremos fãs que pensem ‘Nós não ligamos pra esse tipo de coisa’. Nós [a banda] ligamos para esse tipo de coisa. Eu sinto muito mais simpatia para pessoas que pensam ‘Eu não entendo essa situação, parece escrota, foda-se essa banda’ do que pessoas que dizem ‘Eu não entendo essa situação, foda-se isso, eu amo essa banda’. Nós somos a favor do movimento de auxiliar vítimas de abuso, e nós não estamos interessados em fãs que não liguem para isso.

Dessa forma, a banda finalmente lançou Skylight através do Bandcamp nessa última sexta-feira. Segundo o grupo, o disco não foi alterado desde ter sido “engavetado” após a polêmica.

Os lucros obtidos com as vendas do trabalho serão revertidas para três organizações — Voting Rights Project, American Foundation for Suicide Prevention (Fundação Americana para Prevenção de Suicídio) e Musicares, que oferece plataformas para auxílio de saúde mental para músicos.

 
Compartilhar