Paul McCartney e Amy Winehouse (2)
Foto: Wikimedia Commons

Recentemente, Paul McCartney disse em entrevista que se arrependeu de não ter ajudado Amy Winehouse quando a conheceu pessoalmente.

Na ocasião o lendário músico revelou: “[Uma] pessoa que conheci [naquele dia] foi Amy Winehouse, andando pelo corredor. E eu sabia que ela tinha um problema, e acabei apenas dizendo ‘oi’, ela disse ‘oi’. Depois disso, achei que realmente deveria ter corrido atrás dela (…)”.

O problema é que quem não gostou muito disso foi o pai da cantora, Mitch Winehouse. Ele participou do programa Loose Woman e falou sobre o assunto.

O que ele teria feito?” indagou Mitch.

Isso vai da pessoa em recuperação e elas têm de querer ajuda. Tem tudo a ver com a pessoa que está lidando com o vício. Passamos pelos momentos de dor e ainda é dolorido, e nossa forma de lidar com isso é ajudando jovens.

Nesse caso, ele estava se referindo à Amy Winehouse Foundation, uma organização criada para ajudar jovens a sair do vício de álcool e outras drogas.

LEIA TAMBÉM: Paul McCartney ignorou conselho de Damon Albarn sobre Kanye West

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar