Demi Lovato e traficante burro do caraio
Foto: Reprodução/TMZ e Wikimedia Commons
 

O caso da overdose de Demi Lovato acaba de ganhar mais um capítulo turbulento.

Acontece que Brandon Johnson, o traficante que forneceu as drogas para a cantora na fatídica noite de 24 de Julho, fez uma tremenda confissão em vídeo para o TMZ. Além de confirmar ter vendido drogas “batizadas” — com a mesma substância que matou Prince –, ele ainda revelou ter uma espécie de relacionamento com Lovato.

Nas imagens, Johnson tenta se defender das acusações de que teria enganado a artista, e afirmou que ela sabia muito o que estava usando naquela noite.

Eu informei a ela que [as pílulas] não eram farmacêuticas, elas eram ‘de mercado’… são muito mais fortes. Ela entendeu completamente. Foi lamentável o que aconteceu, mas qualquer um pensar que houve alguma enganação da minha parte é absolutamente ridículo.

O homem ainda revela que mantinha relações sexuais com Demi além de fornecer drogas, e revelou ter saído da casa da cantora mais cedo por achar que ela estava dormindo. Muitos questionaram se o traficante não teria simplesmente fugido da cena para não se complicar.

Brandon Johnson foi preso duas vezes apenas neste ano por motivos como posse de drogas, armas e um grande quantia em dinheiro.

Até o momento, a polícia não iniciou nenhum tipo de investigação sobre o incidente com Lovato, mas depois desse vídeo… talvez a situação mude.

Demi Lovato

Depois de ser internada, a artista anunciou que dará uma pausa na carreira para entrar novamente na reabilitação.

Demi cancelou sua turnê por completo, que teria shows no Brasil.