Demi Lovato no Billboard Music Awards 2018
Foto de Demi Lovato via Shutterstock
   

Demi Lovato já está fora do hospital após sofrer uma overdose no dia 24 de Julho, mas mais detalhes sobre o incidente estão surgindo.

Segundo o TMZ, a droga que a cantora ingeriu é a mesma que causou a morte de Prince em 2016, o fentanil — um opiáceo potente utilizado como analgésico.

Após uma festa, Lovato teria ligado para um traficante às 4 da manhã daquele dia, que levou oxicodona, opioide que age como a morfina, possivelmente misturada com fentanil. A substância teria sido trazida do México pelo homem.

O traficante supostamente fugiu da casa da cantora ao perceber que ela estava passando mal após ingerir a droga. De acordo com fontes do tabloide, o homem é conhecido pelo hábito de fornecer substâncias misturadas e “sujas”. Ele estaria vendendo para Demi desde Abril deste ano.

O fentanil também foi a causa da morte do rapper Lil Peep em Novembro de 2017.

Nos últimos dias, Demi Lovato se pronunciou sobre sua hospitalização e também anunciou o cancelamento da turnê do disco Tell Me You Love Me (2017), que passaria pelo Brasil em Novembro deste ano.

A cantora seguirá para a reabilitação e não deu prazo para voltar às atividades.

   
 
Compartilhar