Alex Turner (Arctic Monkeys) e Kevin Parker
Fotos: Reprodução / Wikimedia Commons
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Kevin Parker, mente por trás do Tame Impala, conversou com Matt Wilkinson na Beats 1 e por lá falou a respeito de colaborações interessantes.

Primeiro o músico australiano abordou o fato de que a sua banda poderia ser uma das headliners do aclamado festival britânico de Glastonbury, que volta em 2019 com as expectativas lá em cima:

O engraçado é que eu estava conversando com o meu empresário sobre isso, e falei tipo, ‘Se nós tocarmos no Glastonbury novamente, o que irá acontecer?’ Porque houve conversas de talvez ser o headliner do The Other Stage.

Mas eu fiquei tipo, ‘Nós tivemos um gostinho no Pyramid Stage agora! A vibe foi tão intensa!’ Sim, eu acho que aceitaria ser headliner se surgisse o convite. Quero dizer, teríamos que dobrar a quantidade de laser e de confetes.

Outro assunto britânico na pauta do programa foi a banda Arctic Monkeys, já que além de Kevin Parker ter dito no passado que gosta do grupo de Alex Turner, também divide o músico Cameron Avery com eles nos palcos.

Ao ser perguntado se trabalharia em parceria com Turner, Kevin Parker cravou:

Com certeza, sim, quero dizer, eu sempre fui aberto a tentar coisas novas e não tenho realmente trabalhado com alguém como Alex.

 

Tranquility Base Hotel & Casino

Apesar de estar aberto ao que seria uma das maiores parcerias do rock alternativo nas últimas décadas, Parker parece não estar muito por dentro do que Turner tem feito recentemente.

Ao ser questionado sobre o que achou do último disco do Arctic Monkeys, Tranquility Base Hotel & Casino, ele disse:

Eu não tenho muito tempo para ouvir músicas novas hoje em dia, mas do que eu ouvi é ótimo e eu tenho orgulho do Cam por se envolver nesse projeto.

Cameron Avery, músico que trabalha com o Tame Impala e o Ponds, gravou backing vocals no álbum e tem excursionado com o Arctic Monkeys.

LEIA TAMBÉM: o novo disco do Arctic Monkeys é uma obra de arte difícil de entender

Glastonbury

Tendo tirado o ano de 2018 como “folga”, o festival de Glastonbury voltará em 2019 e as especulações sobre os headliners estão rolando a todo vapor.

Emily Eavis, organizadora do evento, já disse que gostaria de ter Paul McCartney em uma das posições e tem muita gente literalmente apostando em retornos triunfais de Led Zeppelin e Oasis.