Contando Bicicletas une MPB e psicodelia em disco de estreia
Foto: Pedro Arantes / Divulgação
 

Rock alternativo com referências ao progressivo, psicodelia e MPB. Essa é a definição mais aproximada de Se Quer Aventuras, primeiro e ótimo disco da Contando Bicicletas.

Na banda carioca todos cantam e tocam. Além de Luiz Felipe, responsável por voz principal, violão e guitarra (e que também tocou piano no disco), fazem parte Felipe Ribas, baterista e pianista, que assumiu ainda o violino e o órgão; Mateus “Matt” Da Silva, que toca guitarra e sax alto, e da mesma forma gravou com o sax tenor; e Vitor Carneiro no baixo.

Eles explicam que o título do registro é muito pertinente já que o tema de sair da inércia e buscar a ação é uma de suas bases temáticas. “Gostamos muito por ser algo sugestivo, de passar essa ideia de o que os ouvintes devem buscar no disco. É quase a gente chamando as pessoas para ouvirem as músicas”, conta Luiz Felipe.

As 10 faixas do álbum contam histórias que levam o ouvinte a acompanhar um protagonista em sua trajetória. Descobertas, aventuras e desafios são mostrados nessa jornada de amadurecimento e autoconhecimento.

Se Quer Aventuras foi gravado no Casebre e Studio Verde e teve produção de Hugo Noguchi (Ventre, SLVDR, Xóõ) e Pedro Tambellini (Mara Rúbia).