Plebe Rude
Foto: Divulgação
 

Plebe Rude, uma das primeiras bandas punks do país, lançou recentemente o álbum Primórdios. O trabalho é composto por canções inéditas escritas entre 1981 e 1983, época tenebrosa na qual o Brasil esteve sob regime militar.

O disco foi gravado ao vivo no final de 2017 durante um show no Espaço Som, em São Paulo, produzido pelo Showlivre.com e dirigido por Walter Abreu e Rapha Al.

A ideia do álbum surgiu quando Philippe Seabra (guitarra e voz) viu a necessidade de resgatar suas memórias para um futuro livro – ainda em fase de escrita. Durante suas pesquisas sobre as músicas iniciais, como foram feitas e inspiração por trás delas, junto com André X (baixo e voz), Seabra percebeu a importância daquelas composições que acabaram não entrando em seus primeiros trabalhos.

O grupo explica que além de registro histórico, o disco serve como homenagem a um época em que as pessoas consumiam arte de outra forma. “Esse registro é mais que um resgate. É a comemoração de um tempo onde a música conectava as pessoas. Onde o faça-você-mesmo dependia de amigos, suor e lágrimas. Onde o mundo era muito maior do que parece hoje”, finaliza André.