Como contamos por aqui, o empresário que trabalhou com Jeff Buckley está lançando hoje (29) um livro sobre a curta carreira do músico. Agora, ele comentou sobre sua conexão com a morte do também saudoso Kurt Cobain.

Em uma nova entrevista, Dave Lory discutiu a situação que envolve a perda de um artista, e principalmente, sua divulgação ao mundo.

É tipo uma operação militar — no começo, você não sabe o que vai fazer. Graças a Deus não tinha internet naquele época, então pude passar a mensagem como eu queria.

Lory também revelou que os empresários do Nirvana, que tiveram que lidar com o suicídio de Cobain, ligaram para ele assim que o músico faleceu.

Danny Goldberg, com quem eu cuidava do the Allman Brothers, e a Janet Billing cuidavam do Nirvana, e quando o Kurt se matou, eles me ligaram logo em seguida. Isso significou muito, porque não há um livro [sobre] a publicidade de [quando] um rock star morre. Eles também disseram, ‘você é parte de um clube do qual não quer pertencer’. Eles disseram que eu receberia essa ligação um dia, e eu recebi quando Michael Hutchence [do INXS] se enforcou [em 1997].

Este 29 de Maio marca o aniversário de 21 anos da morte de Jeff — o cantor faleceu em 1997 vítima de um afogamento acidental.

O livro Jeff Buckley: From Hallelujah To The Last Goodbye, lançado hoje, já está à venda na Amazon. Uma tradução para o português ainda não foi anunciada.

TMDQA! SPOTLIGHT: assine a Newsletter oficial e gratuita do TMDQA! agora mesmo

Lançamentos da semana, Charts, textos exclusivos e muito mais: assine agora mesmo clicando aqui ou inserindo seu e-mail na caixa abaixo.

Compartilhar