Harvey Weinstein
Foto: Wikimedia Commons
 

A atriz Salma Hayek publicou um texto não faz muito tempo onde conta toda sua terrível experiência ao lado de Harvey Weinstein durante a filmagem do filme Frida.

Entre os absurdos vindos de Weinstein, estavam propostas de sexo oral, arrastá-la, literalmente, para uma festa particular onde haviam apenas prostitutas de luxo e até ameaça de morte.

Em outro ponto, foi exigido que houvesse uma cena de sexo lésbico com nudez frontal. Salma Hayek disse ter tido um colapso nervoso por ter ficado nua com outra mulher por puro fetiche misógino vindo do produtor.

Agora, os advogados de Harvey Weinstein publicaram um comunicado a respeito destas declarações:

O Sr. Weinstein considera Salma Hayek uma atriz de alto nível e a teve no elenco de vários de seus filmes. Ele ficou muito orgulhoso da indicação como Melhor Atriz no Oscar para o filme Frida e continua a apoiar seu trabalho.

O Sr. Weinstein não se lembra de pressionar Salma a fazer uma cena gratuita de sexo com uma companheira de cena já que ele não estava presente na gravação. Entretanto, isso fazia parte da história, uma vez que Frida Kahlo era bissexual e a cena de sexo mais importante no filme foi coreografada pela Sra. Hayek juntamente com Geoffrey Rush.

Lembrando que Harvey foi acusado de vários outros crimes de assédio e estupro e é o nome central de todo o escândalo a respeito disso em Hollywood.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar