Kevin Spacey em 2016
Foto de Kevin Spacey via Shutterstock
 

A semana começou movimentada em Hollywood mais uma vez e, novamente, com denúncias de assédio por parte de figurões do cinema.

Dessa vez foi o ator Anthony Rapp, conhecido por trabalhos como Star Trek: Discovery, que revelou ter sido assediado por Kevin Spacey (House of Cards, Se7en, Beleza Americana) quando tinha apenas 14 anos de idade.

Segundo Anthony, o incidente aconteceu em 1986 quando Spacey, então com 26 anos, lhe convidou para uma festa já que ambos estavam atuando juntos na Broadway.

Lá, ele ficou entediado e foi para um quarto para ver televisão, quando o ator consagrado entrou aparentemente bêbado e aí “me pegou como um noivo pega a noiva no dia do casamento. Eu não me esquivei inicialmente, porque fiquei pensando ‘o que está acontecendo?’, e aí ele se deitou em cima de mim.”

Anthony ainda disse que Spacey o segurou enquanto ele tinha dificuldades para sair, e revelou que “ele estava tentando me seduzir, mas eventualmente saiu de lá.”

Quanto mais velho eu fico e quanto mais eu aprendo, me sinto com mais sorte por algo pior não ter acontecido. Ao mesmo tempo, quanto mais velho eu fico, fica cada vez mais difícil de acreditar. Eu nunca poderia imaginar que alguém que eu conheço faria algo assim com um garoto de 14 anos.

 

Rapp, que já foi definido como um dos “primeiros homens gays da Broadway”, disse que foram as denúncias recentes de atrizes de Hollywood contra assédios de produtores e diretores que lhe inspiraram a falar a respeito do assunto.

Resposta de Kevin Spacey

Ao ficar sabendo das declarações, Kevin Spacey foi até os seus perfis nas redes sociais e falou a respeito, não apenas pedindo desculpas pelo incidente como também falando mais sobre a sua vida pessoal, assumindo inclusive a homossexualidade:

Eu tenho muito respeito e admiração por Anthony Rapp como ator. Estou aterrorizado por ouvir essa história. Eu honestamente não me lembro da ocasião, que teria acontecido há mais de trinta anos. Mas se eu me comportei da forma como ele descreve, eu lhe devo as desculpas mais sinceras pelo que teria sido um comportamento bêbado profundamente inapropriado.

Essa história me encorajou a falar sobre outras coisas da minha vida. Eu já tive relacionamentos tanto com homens quanto com mulheres. Eu amei e tive encontros românticos com homens durante toda a minha vida, e agora eu escolho viver como um homem gay. Eu quero lidar com isso de forma honesta e aberta e isso começa comigo examinando meu próprio comportamento.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar