Stevie Wonder
Foto de Stevie Wonder via Shutterstock

Ao longo dos últimos meses, os Estados Unidos vêm presenciando uma série de manifestações por parte de artistas e atletas contra a onda recente de racismo e “nacionalismo branco” no país.

Muitas das críticas são direcionadas ao presidente Donald Trump, tido por muitos como um dos principais responsáveis por essa onda — tendo em vista que boa parte desses movimentos apoia o político.

Esses protestos geralmente são feitos durante a apresentação do hino nacional americano em eventos de esportes e música no país. Durante a execução do hino, as pessoas se ajoelham — o que é considerado por muitos como um ato não-patriota, uma vez que a “norma” é ficar de pé durante ao ouvir a música.

Um dos artistas que “se ajoelhou” para o hino recentemente foi o cantor Stevie Wonder. Durante sua performance recente no Global Citizen Festival, o músico disse que iria ajoelhar “não somente com um, mas com os dois joelhos”:

Os dois joelhos em uma forma de oração para o nosso planeta, nosso futuro, para os líderes do mundo, e para o planeta. Amém.

Durante o último fim de semana, Wonder também foi chamado para fazer o show de encerramento da última edição do Grand Prix de Fórmula 1 em Austin, no Texas — onde também fez o protesto por vários minutos enquanto tocava o hino nacional.

“Está na hora do líder dessa nação, dos líderes das várias posições políticas que ocupam, das pessoas, dos artistas — todos nós precisamos nos juntar como um povo unido dos Estados Unidos da América”, disse o músico. “Me entenda… me entenda, senhor Presidente”, completou.

Você pode conferir uma foto do momento logo abaixo.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar