Suzanne Vega - Tom's Diner MP3
 

O MP3 foi uma grande revolução para a indústria da música.

Criado oficialmente em 1993, o formato comprimido de áudio permitiu que as pessoas pudessem começar a transferir músicas de forma digital em um tamanho acessível, dando os primeiros passos em direção à popularização dos meios digitais.

No entanto, ele definitivamente não foi fácil de criar. Karlheinz Brandenburg, o responsável por desenvolver o formato MP3 para o instituto que agora é conhecido como Fraunhofer Society, teve muito trabalho em conseguir comprimir o áudio de forma que o som acabasse não se distorcendo.

E durante a época de testes, Brandenburg utilizou uma música bem específica para adaptar seu código. Trata-se da versão a capella de “Tom’s Diner”, da cantora Suzanne Vega. Para Brandenburg, aquela canção seria quase impossível de comprimir no formato de áudio por conta das frequências alcançadas pela voz de Suzanne.

“Eu estava finalizando minha tese de doutorado, e então li em uma revista que eles usavam essa música para testar aparelhos de som. Eu pensei ‘Ok, vamos ver o que essa canção faz para o meu sistema de som, o MP3’. E o resultado foi que, em bit rates onde tudo soava bem, a voz de Suzanne soava horrível,” disse o inventor para um documentário em 2009.

Embora a canção tenha sido usada intensivamente para testes, o formato de compressão do MP3 não é especificamente feito para tocá-la. No entanto, entre os engenheiros de áudio do mundo todo, essa história rendeu à Vega o apelido de “mãe do MP3”.

E aí, você já tinha ouvido essa música? Caso não, você pode dar uma conferida nela logo abaixo.

 
Compartilhar