Renato Russo
Foto: Divulgação
   

Uma das exposições mais aguardadas do ano abriu suas portas neste mês no Museu da Imagem e do Som (MIS) em São Paulo.

A mostra Renato Russo foi criada a partir de itens pessoais doados pelo filho do músico, Giuliano Manfredini que, ao visitar a exposição de David Bowie feita pelo museu, teve a ideia de fazer o mesmo para seu pai.

O curador da exposição, André Sturm, ex-diretor do MIS, contou um pouco sobre como foi aprender um pouco sobre a vida do cantor:

Ele [Giuliano Manfredini] me convidou para ir ao apartamento de Renato no Rio de Janeiro, que estava há anos fechado e preservado. Lá, ele guardava tudo, do boletim escolar a rascunhos de músicas que se tornaram sucesso nacional. Muitos objetos de seu uso cotidiano também estavam lá: roupas, sapatos, livros… sua sala e quarto continham os móveis intactos usados por ele. Renato Russo era um anotador compulsivo. Diários, páginas soltas, tesouros para alguém interessado em montar uma exposição. Eu e a equipe do acervo do museu ficamos impressionados!

A megaexposição traz inúmeros objetos pessoais como fotos, discos, livros, manuscritos, instrumentos musicais, desenhos, fanzines e muito mais.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site da Ingresso Rápido ou na bilheteria do MIS.

Confira o vídeo divulgado pelo MIS sobre a exposição que está marcada para encerrar dia 28 de Janeiro de 2018:

 
 
Compartilhar