Chester Bennington e família
Foto: Reprodução / Twitter

Já se passou cerca de um mês e meio desde que perdemos Chester Bennington, vocalista do Linkin Park encontrado morto em casa em 20 de Julho após se enforcar.

As histórias a respeito da vida do músico continuam sendo compartilhadas por diversas pessoas e recentemente nomes bastante próximos do cara expuseram diferentes situações de Chester.

Primeiro, no último dia 02 de Setembro houve um tributo a Bennington em Las Vegas, e por lá estiveram integrantes de uma das bandas onde o vocalista cantou, o Dead By Sunrise.

Ryan Shuck, guitarrista da banda, disse que jantou com a mãe de Chester, Susan, e ela falou sobre como seu filho cantava desde os dois anos de idade:

Levamos a Susan para jantar, e eu adoro que a gente tenha feito isso, porque eu estava indo ladeira abaixo. Então fomos para o jantar e começamos a conversar. Susan estava muito grata, ela ficou tipo, ‘Muito obrigado. Eu não sabia que precisava sair, mas precisava. Estou tão grata por estarmos aqui jantando juntos.’ Esse é um conceito, gratidão.

Eu comecei a me sentir feliz à medida que Susan começou a nos contar histórias sobre Chester quando ele tinha dois anos de idade. Ela me contou que ele decorou o filme inteiro do Popeye com cerca de 2 ou 3 anos de idade. Ele cantava e atuava todas as partes para todo mundo que aparecia na casa da família, do começo ao fim, e fazia com que todo mundo se sentasse e ouvisse aquilo. Era um pequenino Chester, ele provavelmente pesava tipo dois quilos, provavelmente era tão grande quanto um chihuahua. Ele era um cara pequenino antes de se tornar um rock star.

Estávamos todos dando risadas no jantar e descobrimos algo: sempre que começávamos a falar sobre Chester não conseguíamos segurar as risadas e a diversão. Vocês devem ter percebido, eu estava bem emotivo quando cheguei aqui, mas quando você começa a falar sobre ele, o sorriso é inevitável. Foi isso que aconteceu e isso me deu a direção para começar a escrever algo sobre sua eulogia.

Talinda Bennington

Além desse momento, hoje (07) a viúva de Chester, Talinda Bennington, compartilhou uma foto recente da família em sua conta no Twitter e escreveu:

Isso foi poucos dias antes do meu marido tirar a própria vida. Pensamentos suicidas estavam ali, mas ninguém imaginava. #FuckDepression

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!