Papa Emeritus, do Ghost, em 2017
Foto de Papa Emeritus via Shutterstock
Ouça a nova música de Juliah!    

Nos últimos tempos a banda sueca Ghost apareceu mais na mídia por conta de problemas na carreira do que pela música.

Papa Emeritus, cuja identidade agora foi revelada como a de Tobias Forge, dissolveu a banda ao longo dos últimos anos e os músicos que estiveram com ele resolveram processá-lo.

Recentemente ele esteve na BBC Radio 1 e falou sobre assuntos ligados à parte operacional da banda, principalmente as turnês. Para entender como uma banda europeia deveria se comportar para ter sucesso nos Estados Unidos, Tobias se inspirou em nomes grandiosos:

Para a nossa sorte, fazendo shows com bandas, eu sempre tive o prazer de ser apadrinhado por algumas das minhas bandas favoritas no mundo todo, que sempre foram muito, muito muito legais e nos apoiaram; o Metallica, obviamente o Iron Maiden, o Foo Fighters – todos eles fizeram com que eu, a banda e a equipe nos sentíssemos bem vindos. Eu sempre me senti bem desde que comecei a fazer isso, especialmente porque eu tive a minha chance muito tempo depois do que as bandas que estão começando e os integrantes têm 20 anos de idade, e aí eles ferram tudo e acordam sete anos depois, pensando ‘o que aconteceu?’ Comigo, eu já tinha quase 30 anos quando comecei a excursionar.

O Papa sombrio do Ghost ainda falou:

Ter o apoio dessas bandas e estar tão perto delas e das equipes, observando tudo, foi como aprendi. Para mim é muito, muito inspirador, e eu tenho o privilégio de ver tudo isso de perto. O Metallica também sempre foi uma das bandas favoritas do meu irmão, então há momentos em que definitivamente – porque ele morreu basicamente antes do Ghost acontecer – eu. . . Você fica com aquele sentimento de ‘Olha isso. Estou aqui assistindo a isso. Acabei de tocar nesse palco. Ali é o James Hetfield tocando essa música.

Você pode ouvir a entrevista logo abaixo.