Chevy Metal (Foo Fighters) no Riot Fest 2016
Foto por Aline Krupkoski / TMDQA!
 

Desde que assumiu o posto de presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump aparece mais nas notícias por conta de suas ações controversas (e muitas vezes desastrosas) do que por feitos que tenham levado seu país adiante.

Muita gente reclama do novo líder da nação norte-americana, apesar dele ter sido eleito por lá, mas para Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, Donald Trump é apenas um reflexo da sociedade de seu país hoje em dia:

É uma loucura mas, sabe, é apenas reflexo da nossa cultura nos Estados Unidos hoje em dia. As pessoas o culpam, mas ele é apenas um sintoma de uma geração das pessoas obcecadas por reality shows, obcecadas pelo Facebook, pelas selfies, pelo Twitter e obcecadas por elas mesmas. Então temos esse presidente porque eu acho que, a não ser que os russos tenham hackeado as eleições, ganhamos o que merecemos.

Então eu acho que de certo modo, é uma boa chance para as pessoas olharem para onde estamos como cultura e dizerem, ‘é assim que queremos ser?’ Um presidente alaranjado, com cabelo falso, que sai twittando coisas infantis sobre pessoas que dizem coisas más a seu respeito, porque é nesse estágio que chegamos. Geralmente, como banda, a gente tende a ficar longe das questões políticas, não somos muito engajados. Fizemos algumas coisas com o Obama, e fizemos algumas coisas que não deram certo com [John] Kerry há 10 ou 12 anos.

Vivemos em um período bizarro, mas ele represente muito o estado onde nossa cultura está. O meio dos EUA é bastante diferente das costas em Nova York e a progressiva Los Angeles. Há um montão de gente no meio do país que acreditou quando ele disse que ‘vamos fazer os EUA serem grandes novamente,’ o que eu acho que é só papo furado. Temos um presidente alaranjado que twitta, é insano!

 

Taylor também falou sobre como ele imagina que em situações como essas, o Rock And Roll renasce com força:

Como Dave [Grohl] já disse, esperamos que muito rock and roll do bom nasça a partir disso, ou músicas que possam sair dessa dificuldade política. É um preço altíssimo para pagar por músicas boas, mas espero que pelo menos isso aconteça. Eu não sei, espero que as pessoas estejam olhando para si mesmas agora, e sua cultura, dizendo ‘ok, será que fomos longe demais?’ Porque eu acho que sim.

O Foo Fighters irá lançar um novo disco de estúdio chamado Concrete and Gold em 15 de Setembro.