Korn faz sessão em estúdio da BBC
 

Nos últimos dias você provavelmente deve ter visto vídeos do jovem Tye Trujillo, com apenas 12 anos de idade, substituindo Fieldy como baixista do KoRn.

Em turnê da banda pela América do Sul, o grupo contou com o filho do baixista do Metallica para se apresentar e, inclusive, fez três shows aqui no Brasil, mais especificamente em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre.

Em entrevista para a NME, o guitarrista James “Munky” Shaffer falou sobre como tem sido a turnê da banda com a participação do pequeno grande prodígio:

Tem sido ótimo, estamos nos divertindo! Ele está adorando. Seu pai está aqui com nós, passeando junto, gravando vídeos e participando do processo. Tye sabe umas 17 ou 18 músicas do KoRn, e ele sabe muito bem – é uma loucura. Todas as pausas e intervalos… é muito louco ver alguém tão jovem com tanto talento. Ele será um músico profissional, e saber isso de forma tão precoce é inspirador.

Quando vamos aos shows, as pessoas querem tirar foto com ele, querem seu autógrafo – ele está meio sobrecarregado, mas está lidando com tudo isso assim como seu pai faz, que é de forma tranquila e modesta.

Além disso, Munky contou como surgiu a ideia de convidá-lo para shows, e a origem é um tanto quanto inusitada:

Houve um momento em que alguns caras do Metallica, Jonathan [Davis, o vocalista do KoRn] e Fieldy se encontraram por acaso no lounge de alguma companhia aérea, e Robert falou algo como, ‘Hey, vocês já viram meu filho tocando baixo?!’ Eles assistiram a alguns vídeos e Jonathan e Fieldy ficaram tipo, ‘Wow, ele é bom demais!’

Quando descobrimos que Fieldy não poderia ir à América do Sul com a gente, ele mesmo sugeriu o Tye. Não é apenas um substituto – esse é o DNA de Robert Trujillo, um dos maiores baixistas do planeta! Você consegue ver – é muito louco como você consegue ver traços do pai nele.

Você pode ver como foi o show do KoRn em São Paulo, com Tye Trujillo, clicando aqui.