Amplifica #3

O primeiro e único disco do grupo 3 na Massa, de Pernambuco, a criatividade do produtor Steven Ellison com seu projeto Flying Lotus e a explosão de ritmos do Antibalas com o álbum Security de 2007 são os destaques da coluna Amplifica de número #3.

Veja logo abaixo um resumo de apresentação sobre cada uma das bandas, os discos destacados aqui, e os links para que você já possa sair ouvindo tudo isso.

No Brasil e lá fora, a ideia do Amplifica é mostrar discos já lançados que podem ter passado batidos por aí!

 

3 na Massa (Brasil – Pernambuco)
Disco: Na Confraria das Sedutoras
Ano: 2008
Gravadora: Deckdisc
3 na Massa
Créditos: Divulgação

Na Confraria das Sedutoras é o primeiro e único disco do projeto 3 na Massa, lançado em 2008. O grupo é formado por Rica Amabis (Instituto), Dengue (Nação Zumbi) e Pupillo (Nação Zumbi). A assinatura das letras ficou por conta de compositores diversos, de Rodrigo Amarante (Los Hermanos) a Lirinha (Cordel do Fogo Encantado), enquanto que as vozes incluem um poderoso time, abrangendo nomes como Thalma de Freitas, Céu, Nina Becker e Alice Braga. Apesar de mesclar influências variadas, que percorrem o dub, o samba e a música francesa dos anos 60/70, o disco consegue criar uma identidade bastante particular. O grande charme do álbum está no desenvolvimento de uma atmosfera sonora peculiar: dançante, mas, ao mesmo tempo, carregado de um aspecto soturno. Para ouvir sentado em algum lugar esquisito.

Para quem gosta de: Lovage, Nouvelle Vague, Nação Zumbi

Flying Lotus (Estados Unidos – California)
Disco: You’re Dead!
Ano: 2014
Gravadora: Warp Records
Flying Lotus
Flying Lotus

Flying Lotus é o nome usado pelo produtor Steven Ellison, apresentando um consistente talento em experimentar e reformular linguagens musicais, do jazz ao hip hop e a música eletrônica. You’re Dead!, seu quinto álbum oficial, é uma espécie de viagem cósmica e Steven Ellison se dá o papel de guia, atento e preocupado em não deixar que detalhes das paisagens dessa jornada escapem do ouvinte. O álbum vibra de uma liberdade e inventividade que, em grande parte, remete ao free jazz e à música de Alice Coltrane – sendo inclusive, sobrinho-neto da artista – e Pharoah Sanders, mesclando imersões espirituais com interlúdios psicodélicos. Seguindo essa linha, o álbum constrói uma ponte criativa consistente entre o hip hop contemporâneo e o lado mais destemido do jazz dos anos 60 e 70. Para tirar proveito desse campo aberto de possibilidades, participações importantes estão presentes durante as faixas, como Herbie Hancock e Kendrick Lamar. Para ouvir quando estiver buscando inspiração.

Para quem gosta de: J Dilla, Thundercat, Kendrick Lamar

Antibalas (Estados Unidos – Nova York)
Disco: Security
Ano: 2007
Gravadora: Anti-
Antibalas
Créditos: Site Oficial – Antibalas

Antibalas é uma das mais talentosas bandas surgidas com o reflorescimento do afrobeat durante os anos 2000. Além da referência mais que tradicional ao Fela Kuti, o disco Security abriga ainda influências de música latina, dub e funk. Sequência de fraseados poderosos de instrumentos de sopro, teclados vintage, junto com a cozinha cheia de groove e a guitarra suingada sustentam o clima dançante do disco. O disco foi produzido pelo multinstrumentista John McEntire (Tortoise), que ficou com a responsabilidade de dar conta da fartura sonora do Antibalas. O álbum é recomendado principalmente para aqueles mais sensíveis em se contagiar com a energia da música. Para ouvir passeando pelo bairro às 6 horas da manhã.

Para quem gosta de: Fela Kuti, Bixiga 70, Hypnotic Brass Ensemble