Jaki Liebezeit, baterista do Can

O baterista Jaki Liebezeit, co-fundador do Can, faleceu neste último domingo aos 78 anos devido à uma pneumonia.

A notícia foi dada através de um post no Facebook da banda.

É com grande pesar que nós anunciamos que Jaki faleceu essa manhã por uma pneumonia súbita. Ele dormiu em paz, rodeado pelos seus entes queridos. Nós iremos sentir sua imensa falta.

Liebezeit fundou o Can em 1968 junto do tecladista Irmin Schmidt, baixista Holger Czukay e o guitarrista Michael Karoli, com o vocalista Malcolm Mooney se juntando ao line-up mais tarde naquele ano. Puxando influências dos movimentos avant-garde e jazz, o grupo incorporou elementos eletrônicos e minimalistas ao seu estilo psicodélico. Para muitos, o Can é considerado o pioneiro do movimento krautrock.

O baterista era considerado por muitos como “um dos únicos que misturava, convincentemente, o funk e o cerebral”, tendo ficado conhecido pelo seu estilo excepcional de perfeccionismo ao tocar.

Diversos membros do Can já brincaram que Jaki parecia ser “metade homem, metade máquina”, e além do seu trabalho na banda, o músico também já tocou com grandes lendas como Brian Eno e Eurythmics.

Recentemente, Liebezeit anunciou que iria participar de um tributo de cinquenta anos em homenagem ao legado do Can junto do vocalista original da banda Malcolm Mooney e Thurston Moore, do Sonic Youth.

Que descanse em paz.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar