Fidel Castro
 

No último dia 25 de Novembro, Sexta-feira, morreu, aos 90 anos de idade, o político cubano Fidel Castro, um dos maiores ícones do comunismo no país e conhecido no mundo inteiro, para ou bem ou para o mal, por suas decisões em Cuba.

O cara foi Primeiro Ministro do país entre os anos de 1959 e 1976, e Presidente entre 1976 e 2008, passando praticamente toda a sua vida como figura máxima do governo do país caribenho.

Tom Morello, guitarrista do Prophets Of Rage, Audioslave e Rage Against The Machine, utilizou os seus perfis oficiais nas redes sociais para prestar homenagens a Fidel Castro e, no Twitter, disse:

Em Cuba o Audioslave visitou o antigo country club transformado em escola gratuita para músicos talentosos. #RIPFidel #Vivalarevolucion

Já no Instagram, Morello expandiu o texto e amenizou o tom dizendo que “não concorda com tudo” que Fidel fez:

‘Com que moral os líderes dos EUA podem falar de direitos humanos em um país onde há milionários e mendigos, onde negros são discriminados e grandes massas de Mexicanos, Porto Riquenhos e Latino Americanos são diminuídos, explorados e humilhados?’ – Fidel

Apesar de não concordar com tudo que Fidel Castro fez, há vários motivos pelos quais ele foi transformado em vilão nos EUA e ainda assim continua como um grande herói no Terceiro Mundo. Ao desafiar o imperialismo ianque por 50 anos, instituindo os melhores programas de saúde, imunização de doenças infantis e sistemas de ensino no Ocidente (passando EUA e Canadá), exportando médicos para países com necessidade no mundo inteiro (o governo de Bush recusou a sua oferta de mandar equipes médicas para New Orleans durante o Furacão Katrina), e sendo um defensor incansável dos pobres e explorados, não é surpresa que milhões lamentem sua morte.

O Audioslave foi a primeira banda de rock dos EUA a tocar em Cuba e essa experiência será para sempre celebrada por mim, especialmente a viagem que fizemos para um antigo country club dos ricos que havia sido transformado em um colégio gratuito para músicos talentosos.

"With what morality can the US leaders talk of human rights in a country where there are millionaires and beggars, where blacks face discrimination and great masses of Chicanos, Puerto Ricans and Latin Americans are deprecated, exploited and humiliated?"-Fidel. While I don't agree with all that Fidel Castro did there is ample reason why he is vilified in the US and yet remains a huge hero throughout the Third World. By defying Yankee imperialism for 50 years, instituting the best healthcare, child immunization and literacy systems in the Western Hemisphere (surpassing the US and Canada), exporting doctors to countries in need all over the globe (the Bush administration turned down his offer to send medical teams to New Orleans during Hurricane Katrina), and being an unrepentant advocate of the poor and exploited it is no surprise that millions will mourn his passing. Audioslave was the first US rock band to ever play in Cuba and that experience will be one I will always treasure, especially the trip we took to a former country club of the wealthy that had been turned into a free college for gifted musicians. #vivalarevolucion #RIPFidel

A photo posted by Tom Morello (@tommorello) on