Urna com cinzas de Prince é réplica de Paisley Park
 

Em 21 de Abril de 2016 o mundo perdeu o cantor Prince, um dos nomes mais importantes da música pop nas últimas décadas.

O cara foi encontrado na sua propriedade em Paisley Park, Minnesota, que usava tanto como residência quanto estúdio, e agora será eternizado no local.

Paisley Park foi aberto para visitas do público e uma réplica do prédio em miniatura foi criada para servir como urna, onde foram depositadas as cinzas de Prince.

O item, inclusive, é uma das atrações do passeio.

No interior, além de luzes que funcionam, há itens encontrados pela propriedade, como um piano roxo, marca registrada de Prince.

Os itens foram todos escolhidos por Tyka Nelson, irmã de Prince, que ao lado do sobrinho do músico, President Nelson, idealizou também a urna que irá abrigar os restos mortais do icônico artista.

Você pode ver um vídeo da urna logo abaixo.

Lemmy Kilmister e Scott Weiland

Urna que abriga as cinzas de Lemmy Kilmister

Outros músicos que nos deixaram recentemente foram Lemmy Kilmister (Motorhead) e Scott Weiland (Stone Temple Pilots, Velvet Revolver).

Os dois também foram cremados e as suas urnas também fazem referência a símbolos das carreiras de ambos. A mesma empresa que as criou foi responsável pela execução da réplica de Prince.

Urna que abriga as cinzas de Scott WeilandFita K7

Em tempo, recentemente o site Discogs viu um recorde ser quebrado.

A plataforma utilizada para compra e venda de discos comercializou a fita K7 mais cara de sua existência.

Trata-se justamente de uma fita rara de Prince, batizada como The Versace Experience – Prelude 2 Gold, entregue em cópias limitadas durante a Fashion Week de Paris em 1995.

A fita que tem 15 faixas até então inéditas e experimentos que foram parar em The Gold Experience, saiu por 4.087 dólares, ou cerca de 13 mil Reais.