Axl Rose com o Guns N' Roses em 2012
 

Foto de Axl Rose via Shutterstock

Parece que o despreparo de alguns policiais de Nova York tem ficado cada vez mais evidente e o caso divulgado por Axl Rose recentemente é bastante triste.

Após ocasiões onde agentes da NYPD mataram homens que deveriam no máximo ter sido imobilizados, agora é o caso do policial Ruben Cuesta que vem à tona.

O agente estava investigando um caso de violência doméstica em 13 de Fevereiro quando um cão de quatro anos se aproximou dele lentamente balançando o rabo, e o evidente despreparo fez com que Ruben atirasse e matasse o animal imediatamente.

O caso foi destacado pela Civilian Complaint Review Board, que chegou à conclusão de que houve abuso de poder por parte do agente, e pede para que ele seja afastado do seu cargo imediatamente.

O líder do Guns N’ Roses utilizou a sua conta no Twitter para comentar a respeito e foi bastante direto quanto ao que pensa do futuro de Cuesta:

As vidas dos cães importam: demitam, prendam, condenem e coloquem atrás das grades o policial Ruben Cuesta, da Polícia de Nova York.

A expressão “Dog’s Lives Matter” foi usada em referência ao movimento Black Lives Matter, que luta contra a violência de policiais em relação a negros nos Estados Unidos.

Além de pedirem pelo fim dos assassinatos, os seus representantes também lutam pelo fim da impunidade, já que na grande maioria dos casos, os policiais são absolvidos.

Se você quiser ver o vídeo do incidente, ele está aqui, mas não recomendamos pelas imagens fortes.

Axl Rose

Recentemente o músico demonstrou que também se importa com as pessoas que estão sofrendo país afora nos Estados Unidos.

Ao ficar sabendo de um caso de xenofobia contra uma jovem garçonete do país, ele a convidou para ir ao show do AC/DC, com quem tem excursionado como vocalista.