Emicida e Mães de Maio
 

O rapper paulista Emicida lançou nesta quarta-feira, 31 de Agosto, o videoclipe de “Chapa”, single de seu elogiado segundo álbum de estúdio Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa…, lançado em 2015.

O clipe tem participação de cinco senhoras do movimento Mães de Maio, organização criada por mulheres periféricas que tiveram seus filhos mortos pela polícia militar de São Paulo no episódio que ficou conhecido como “Crimes de Maio”, considera maior chacina da história do país e talvez deste século, que esse ano completa dez anos.

Os acontecimentos ocorreram entre 12 e 30 de Maio de 2006 e pelo menos 560 pessoas foram mortas no estado, de acordo com dados levantados pela Universidade de Harvard. A maioria indica participação de policiais.

Os casos faziam parte de uma ação de vingança dos agentes de segurança contra os ataques da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), que se concentraram nos dias 12 e 13 do mesmo mês.

Em entrevista ao portal Ponte Jornalismo, o rapper conta quando foi a primeira vez que se deparou com a violência policial enquanto jovem, negro e morador de periferia.

“Esse estalo, eu tive quando aquele moleque [Douglas, que cita na música] de 17 anos tomou um tiro de um policial, no Jardim Brasil, e ainda teve forças pra perguntar por que o cara tinha atirado nele”, disse.

Assista abaixo:

Entrevista à Ponte Jornalismo: