Tom Searle, do Architects
 

Esse final de semana não está sendo fácil, e após as mortes de ex-integrantes de 3 Doors Down e Nine Inch Nails, agora a má notícia vem do Architects.

O baterista da banda britânica de metalcore/post-hardcore Dan Searle utilizou a conta oficial da banda no Facebook para anunciar que seu irmão, o guitarrista Tom Searle, morreu aos 28 anos de idade.

Jovem, o músico foi diagnosticado com câncer de pele em 2013, e após uma cirurgia que teria resolvido o problema, a doença persistiu:

É com uma dor inacreditável e tristeza que eu sou obrigado a anunciar que mais ou menos 12 minutos após a meia-noite do dia 20 de Agosto meu maravilhoso irmão, Tom, morreu após 3 anos de batalha contra o câncer.

Ele era um compositor e guitarrista incrível. Ele foi meu amigo mais próximo e mais antigo. Ele era um cara doce, engraçado e inteligente e deixa um buraco enorme em nossas vidas.

Vários de vocês sabem que Tom não apareceu em vários shows nos últimos 15 meses e agora eu posso revelar que isso se deu por conta de várias cirurgias pelas quais ele teve que passar para tratar o câncer. Quando fomos para nossa turnê por festivais europeus em 02 de Junho, Tom não estava bem. Ele havia recebido conselhos para ficar no hospital e receber cuidados, mas não havia mais nada que eles poderiam fazer por ele, então ele se deu alta dois antes de partirmos para a Alemanha.

Alguns de vocês podem ver essa atitude como desleixada mas é a maneira como Tom gostaria de fazer as coisas durante seu último ano porque ele nunca quis que o câncer se metesse no caminho do que ele amava. Ele subiu ao palco e fez seus dois últimos shows no Rock Am Ring e Rock Im Park, o que demandou uma quantidade imensa de energia, mas esses dois shows acabaram se tornando inesquecíveis.

Dan ainda completa dizendo que Tom passou os últimos dois meses lutando pela sua vida, e que aparentemente as coisas estavam dando certo, mas a saúde do seu irmão gêmeo piorou nas duas últimas semanas.

Ele revelou que não sabe qual será o futuro do Architects após a turnê do disco mais recente, All Our Gods Have Abandoned Us (2016), já que a banda é uma evolução do que os dois começaram quando tinham 13 anos de idade.

Queremos seguir em frente, é importante dizer isso, e faremos o nosso melhor, mas não lançaremos novas músicas a menos que a gente realmente acredite que seja algo do qual Tom sentiria orgulho. Se conseguiremos alcançar isso, só descobriremos com o tempo.

Que descanse em paz.

 
Compartilhar