Blink-182 - California
 

Você leu aqui no TMDQA! no domingo passado que as vendas de California estavam indo de vento em popa, e que o álbum tinha grandes chances de desbancar o rapper Drake no topo da Billboard 200, a parada norte-americana de álbuns, nesta semana.

Pois bem: o sétimo álbum do Blink-182 não só conquistou o #1 como atropelou quaisquer previsões da indústria. Até seu antecessor, Neighborhoods, de 2011, ficou para trás.

Foram 186 mil cópias totais, sendo 172 mil álbuns (físicos e digitais) e 14 mil cópias provenientes das métricas de SEA (stream-equivalent album, onde 1,500 execuções de músicas de um álbum em serviços de streaming contabilizam a venda de 1 cópia daquele álbum) e TEA (track-equivalent album, onde a compra de 10 faixas individuais de um disco também computam 1 cópia vendida para ele).

Views, de Drake, vendeu mais 117 mil cópias em sua décima semana, e ficou pela primeira vez em segundo lugar. O álbum mais vendido do ano até o momento deve retornar ao topo na semana que vem, impulsionado pelo sucesso estrondoso do single “One Dance”.

Após as primeiras 24 horas de venda, especialistas da indústria norte-americana apontavam para a comercialização de cerca de 130 mil cópias de California. Dois dias depois esse número cresceu para 150 mil, o que já praticamente igualava o disco aos 151 mil da semana de estreia de Neighborhoods, há cinco anos.

California é o segundo #1 do Blink-182 nos EUA, depois de Take Off Your Pants and Jacket (2001), e é dono da maior semana de vendas de um disco de rock no ano até aqui, superando nomes como David Bowie (Blackstar, 181 mil), Radiohead (A Moon Shaped Pool, 173 mil) e Red Hot Chili Peppers (The Getaway, 118 mil).

O primeiro álbum do trio com Matt Skiba (e sem Tom DeLonge) também alcançou o topo das paradas britânicas, com 24 mil cópias vendidas, desbancando nomes como Adele e Coldplay.

É a primeira vez na carreira que o Blink-182 alcança o topo das paradas no Reino Unido, e a banda fez um vídeo para agradecer.