O TMDQA já até falou do assunto. Mas como eu sou uma enciclopédia ambulante, vou teimar em explicar. De novo. A tecnologia registrada é basicamente um sistema em que um determinado emissor codifica comandos em um raio infra-vermelho e o receptor, isto é a câmera do celular, decodifica esses comandos, executando ações no aparelho. Um dos usos, apenas um deles, sugerido, seria colocar os emissores em um local onde fotografar e filmar fosse proibido, para que quando o usuário levantasse sua câmera para burlar a regra, a função fosse bloqueada.

Essa tecnologia também pode ser utilizada para se detectar o que a câmera está filmando, conhecer e mapear o que foi registrado, quando e de que dispositivo. Importante lembrar que nós, humanos, não enxergamos raios infra-vermelho, senão a gente veria a luzinha que nossos controles remotos emitem por aí toda hora. :)

A polêmica sugestão de uso para interação com celulares
A polêmica sugestão de uso para interação com celulares

Aí, pronto. Fuzuê de “Apple pode proibir pessoas de filmar shows”, “Apple ameaça liberdade de expressão”, “Apple registra patente que bloqueia câmeras”, run to the hills, o fim está próximo. De fato, todas essas coisas têm potencial de acontecer. Isso significa que elas podem, mas, não necessariamente, irão acontecer.

Every step you take, every single day, every word you tap
Every step you take, every single day, every word you tap

E assim, uma chamada pra realidade: preocupação com privacidade e dispositivos conectados à internet não combinam muito bem.

Bem,vamos nos ater ao que foi divulgado: a tecnologia que codifica e decodifica sinais enviados via infra-vermelho a partir da câmera do celular e também registra o que foi capturado. Como a patente é da Apple, somente ela poderá utilizar, ou quem a quiser deverá pagar para obter uma licença de uso que não deve custar apenas uma moedinha…

Já que é pra especular, proponho uma especulação menos rasa de “o mundo vai acabar”, “vão impedir a mídia ninja”, “querem me calar” e, de uma forma menos apocalíptica (porque de ruim já tem esse monte de coisa acontecendo por aí), vamos imaginar o quão bacana pode ser esse sistema:

De mãos dadas com a Realidade Aumentada

No mesmo sentido da Realidade Aumentada, que te permite colocar aquele monte de filtro maneiro no Snapchat enquanto filma, a tecnologia da Apple pode, por exemplo, permitir que você adicione filtros enquanto grava um show ou adicione legendas das canções ou da fala do artista enquanto ele pergunta se todos estão se divertindo.

Are you having a good time?
Are you having a good time?

Mundo mais interativo

Imagina que você deu um pulo no Museu do CBGB e tá lá tirando foto daquele monte de coisa. No momento em que você liga a câmera pra tirar foto, PIMBA, começa a tocar uma gravação dos Ramones ao vivo naquele inferninho.

Seems legit!
Seems legit!

Papos mais sérios

Imagina que você tá em um festival, de boas lá filmando tudo o que quisesse, fazendo snap da comida, tirando selfie… Até que alguma coisa séria acontece. Investigações são abertas. Polícia, FBI, CIA, KGB, Scotland Yard, deu ruim sinistro mesmo. Como disse, os dispositivos emissores de luz infra-vermelha cuja câmera do seu celular eventualmente captou (caso estivesse com a câmera virada para um emissor) conseguem saber para onde sua câmera estava virada e que imagens ela estava captando a que momento. Então, é possível que a Apple soubesse se você estava capturando o incidente na hora do ocorrido, é possível que uma selfie distraída resolvesse anos de investigação.

Ah, lembrando! Para que todo esse sistema possa funcionar é preciso que câmeras possuam a tecnologia capaz de decodificar os sinais. Se a câmera não fala a mesma língua do emissor, ninguém se entende e fica tudo por isso mesmo.

Bem, só queria chamar a atenção de vocês e sair um pouco dessa atmosfera pré-apocalíptica que está rolando por aí, todo mundo falando e repetindo uma especulação que não passa de uma (apenas uma) das sugestões de uso. Admito, no entanto, que não iria achar ruim que as câmeras fossem bloqueadas à medida que fosse postas ligadas prontinhas para entrar na frente do espectador que tá logo atrás. Lógico que é bem mais legal se rolasse uma educação e empatia da galera em não passar o show inteirinho com o celular ou câmera pro alto. ;)

Com informações de:

Fonte 1 | Fonte 2

Compartilhar