Pearl Jam
Foto: Divulgação
 

O Pearl Jam resolveu se juntar a Ringo Starr e Bruce Springsteen e também cancelou um show que faria na próxima quarta-feira, 20 de Abril, no estado americano da Carolina do Norte. A decisão é uma maneira de protestar contra a lei anti lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis (LGBT), chamada HB2 (House Bill 2).

Aprovada recentemente, a legislação ataca principalmente os trans, pois proíbe pessoas transgênero de utilizar banheiros públicos de acordo com a sua identidade de gênero. Ou seja, uma mulher transexual não pode usar um banheiro feminino, por exemplo. Essa lei afirma ainda que donos de estabelecimentos comerciais podem se recusar a atender pessoas LGBT por motivos religiosos e, em todos os casos, LGBT não podem recorrer à justiça.

O boicote anunciado pelo Pearl Jam foi feito em uma carta aberta escrita à mão postada no site e nas redes sociais da banda, onde expõe os motivos. “É com profunda consideração e muito pesar que temos que cancelar o show de Raleigh, na Carolina do Norte em 20 de abril”, diz o documento. “Isso vai ser perturbador para aqueles que têm ingressos e vocês podem ter certeza que estamos igualmente frustrados com a situação.”

A banda considera a aprovação dessa lei “um pedaço desprezível da legislação que incentiva a discriminação contra todo um grupo de cidadãos americanos”. Para o quinteto, “as implicações práticas são expansivas e seu impacto negativo sobre os direitos humanos básicos é profundo. Queremos da América um lugar onde ninguém possa ser afastado de um negócio por causa de quem eles amam ou demitido de seu emprego por quem eles são.”

Conta lei anti-LGBT, Pearl Jam cancela show na Carolina do Norte

Além disso, a banda postou um link onde os interessados ​​podem assinar uma petição na esperança de derrubar a legislação. Para assinar (aqui), é preciso morar nos Estados Unidos. A banda informou que o valor dos ingressos já vendidos serão devolvidos.

Na última semana, na contramão do boicote, a vocalista do Against Me!, Laura Jane Grace, uma mulher transexual, decidiu levar sua banda para o estado americano, também em protesto à lei HB2.

“O que me motiva é a solidariedade com as pessoas de lá que são contra isso ou que são trans; elas não podem boicotar seu próprio estado”, explicou. A cantora reconhece o boicote de Ringo e Bruce e qualifica como um “ato de solidariedade”, porém, ela como mulher trans precisa ir na direção contrária. Leia mais detalhes aqui.

Pearl Jam toca “Vs.”

No último sábado, 16 de Abril, o Pearl Jam se apresentou na Arena Bon Secours Wellness, em Greenville, no estado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. A banda abriu o show com “Corduroy”, de Vitalogy (1994), e engatou seu segundo álbum de estúdio, Vs. (1993), na íntegra. Após as 11 faixas, a banda ainda tocou mais 20 canções, incluindo covers de Pink Floyd e The Who.

Assista a alguns trechos na sequência.

Setlist

  1. Corduroy
  2. Go
  3. Animal
  4. Daughter
  5. Glorified G
  6. Dissident
  7. W.M.A.
  8. Blood
  9. Rearviewmirror
  10. Rats
  11. Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town
  12. Leash
  13. Indifference
  14. Mind Your Manners
  15. Swallowed Whole
  16. Sirens
  17. Let the Records Play
  18. Spin the Black Circle
  19. Do the Evolution
    Bis:
  20. Future Days
  21. Nothingman
  22. Given to Fly
  23. Present Tense
  24. Comfortably Numb (Pink Floyd cover)
  25. Lightning Bolt
  26. Porch
    Bis 2:
  27. Last Kiss (Wayne Cochran cover)
  28. Breath
  29. Comatose
  30. Better Man
  31. Alive
  32. Baba O’Riley (The Who cover)
  33. Yellow Ledbetter