Beyoncé comenta polêmica envolvendo “Formation”
 

Assim que lançou o clipe de “Formation”, Beyoncé foi duramente criticada e até sofreu boicote de algumas entidades policiais dos Estados Unidos que afirmaram que ela incitava a violência contra os policiais. Até agora a cantora ainda não havia se pronunciado sobre a polêmica criada em cima da manifesto racial que a canção traz, mas isso mudou em uma recente entrevista concedida à revista Elle.

Na oportunidade, a artista defendeu que a faixa fala sobre brutalidade policial, mas não incita violência:

Eu sou um artista e eu acho que a arte mais poderosa é geralmente mal interpretada. Mas qualquer um que recebe a minha mensagem como sendo anti-polícia está completamente enganado. Tenho admiração e respeito com oficiais e as famílias dos oficiais que se sacrificam para nos manter seguros, mas vamos ser claros: sou contra a brutalidade policial e injustiça. Essas são duas coisas diferentes.

Beyoncé também falou sobre as motivações desse trabalho:

Se celebrar minhas raízes e cultura durante o Mês da História Negra deixou alguém desconfortável, esses sentimentos estavam lá muito antes de um vídeo e muito antes de mim. Estou orgulhosa do que nós criamos e estou orgulhosa de ser parte de uma conversa que está empurrando as coisas para a frente de uma forma positiva.

Vale lembrar que ainda nesta mês, em Miami, tem início a Formation World Tour. Há também muitos rumores sobre o lançamento em breve do novo disco da artista, mas nenhuma informação sobre um possível álbum foi confirmada.