Capa do livro do NOFX
 

No dia 12 de Abril o NOFX irá lançar um livro chamado The Hepatitis Bathtub and Other Stories, que promete contar histórias obscuras sobre vários aspectos da carreira do grupo, tudo como relatam seus integrantes.

Um trecho do livro foi liberado e nele o vocalista, baixista e principal compositor Fat Mike aparece falando sobre seu relacionamento bastante particular com a agora esposa Soma Snakeoil (uma dominatrix) e uso de drogas com o saudoso Tony Sly, do No Use For A Name.

O trecho em questão começa assim:

A primeira vez que eu bebi urina foi em uma saída de emergência no centro de Los Angeles. Enquanto testava meus limites sexuais, minha namorada, Soma, pediu se eu já tinha bebido mijo de outra pessoa, e eu disse que não. Não era algo que eu gostava, mas como você vai saber se não tentar? Estávamos na saída de emergência do apartamento dela; então ela me disse para tirar a roupa e deitar. O ferro gelado causou impacto nas minhas costas nuas quando ela agachou em cima de mim. Ela começou a mijar no meu peito e depois subiu até a minha boca. Eu conseguia ouvir a parte que transbordava cair na calçada lá embaixo.

Em outra oportunidade Soma bebeu a minha urina no backstage durante um show que fizemos com o No Use For A Name. Antes do nosso bis, fui ao banheiro para cheirar cocaína com Tony Sly do No Use. Eu tinha que mijar, mas assim que mirei para a privada, Soma ficou de joelhos e abriu a boca. Tony me viu redirecionar o jato e disse, “Vocês realmente foram feitos um para o outro, não?”

O gosto não é tão ruim como você imagina. Com certeza é melhor que whiskey. É como um forte chá oolong. Pelo menos o dela era assim. Ela me fez experimentar o meu próprio uma vez, e o gosto era amargo e horrível por causa de todas as merdas que eu coloco no meu corpo.

Você pode ler o trecho do livro por aqui, onde Fat Mike ainda conta uma história sobre como realizou a fantasia sexual de uma mulher em um show na Inglaterra que tinha acabado de ter um filho e ainda estava amamentando.

No camarim, Fat Mike amarrou a moça em uma mesa e tirou leite dos seus seios, como era a fantasia dela. O músico ainda colocou a bebida em um copo com gelo e vodka, fez um drink, tomou e deu para que ela tomasse: “o gosto era terrível, mas como você deve imaginar, isso tudo não tinha nada a ver com o gosto.”

Mike disse que contou a história para seus colegas de banda e todos ficaram olhando para ele de forma esquisita, dizendo que ele provavelmente nunca mais deveria contá-la para ninguém. Ele fez justamente o contrário, publicando em um livro.

Há alguns dias, Fat Mike e Soma Snakeoil se casaram em Las Vegas, sendo que Mike estava vestido de noiva e ela, de noivo. Matt Skiba (Alkaline Trio, Blink-182) foi um dos padrinhos.

Fat Mike e NOFX

Cokie The Clown

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que Fat Mike se envolve em assuntos do trato urinário.

Em 2010, quando interpretou o personagem Cokie The Clown no festival SXSW, o vocalista do NOFX ofereceu tequila para as pessoas à frente do palco, e depois mostrou um vídeo onde aparecia urinando dentro da garrafa servida.

Algum tempo depois, após inclusive ser banido da casa de shows, ele mostrou outro vídeo onde aparecia trocando as garrafas antes de subir ao palco, sendo que a “batizada” não foi a que efetivamente rendeu drinks aos fãs.

Enquanto isso o NOFX está em estúdio gravando o seu décimo terceiro disco de estúdio, sucessor de Self Entitled, lançado em 2012.

 

 
Compartilhar