Kesha
 

A cantora Kesha esteve nos noticiários durante os últimos dias por conta de um processo em que pede para que seja liberada de gravar pela gravadora onde está hoje em dia, já que alega que seu produtor abusou dela sexualmente durante o período em que trabalharam juntos.

Um juiz decidiu que ela tem condições de continuar a carreira e aceitou o posicionamento da defesa da gravadora, que disse que ofereceu a chance de que ela gravasse com outro profissional.

A derrota de Kesha no tribunal causou uma onda de comoção no mundo todo, colocando a hashtag #FreeKesha no topo dos assuntos mais comentados e também trazendo opiniões de artistas.

A cantora Taylor Swift chegou a doar 1 milhão de Reais para que a colega de profissão “passe por esse momento difícil”, e outros artistas também se manifestaram.

Quem falou a respeito agora foi a própria Kesha que, no Facebook, publicou a seguinte carta:

Estou tão, tão agradecida por todo o apoio que tenho recebido de todos. As palavras não podem traduzir as emoções pelas quais tenho passado ao ler e ver como todo mundo tem sido maravilhoso comigo. Eu não acredito que tantas pessoas no mundo todo pararam para me mostrar apoio e amor. Outros artistas que colocaram suas carreiras em risco ao me apoiar, serei eternamente grata.

Tudo que eu sempre quis foi poder fazer música sem ter medo, ficar assustada ou ser abusada. Esse caso nunca foi sobre renegociar o meu contrato – nunca foi sobre conseguir uma negociação maior e melhor. Isso diz respeito a me livrar de quem abusou de mim. Eu trabalharia com a Sony se eles fizessem a coisa certa e cortassem as relações que têm com o meu agressor. Mas à essa altura, a questão é muito maior do que apenas eu.

Penso nas jovens garotas de hoje em dia – eu não gostaria que a minha futura filha – ou a sua filha – ou qualquer pessoa tivesse medo de que seria punida por falar que está sendo abusada, especialmente se o seu agressor está numa posição de poder.

Infelizmente eu não acho que o meu caso está dando confiança às pessoas que foram abusadas para que elas falem, e isso é um problema. Mas eu gostaria de dizer que se você foi abusada, por favor não tenha medo de falar. Há lugares que te farão se sentir segura. Há pessoas que irão te ajudar. Eu, por exemplo, ficarei ao seu lado e te darei apoio. Eu sei agora como é isso e sempre lutarei por você da maneira que estranhos lutaram por mim.

Sim, eu sou uma feminista, porém mais do que isso, sou uma humanista. Eu acredito em apoiar meus colegas seres humanos para que todos estejam SEGUROS. Estamos todos nessa juntos. Você não está sozinha.

Eu amo vocês e agradeço a todos.

Dr. Luke, produtor acusado de agressão, diz que nunca abusou de Kesha e chegou a falar que ela era “como uma irmã” para ele.