Lita Ford, guitarrista que esteve na lendária banda The Runaways e trilhou carreira solo, está lançando um novo livro sobre a sua vida chamado Lita Ford – Living Like A Runaway: A Memoir.

Nele, Lita fala sobre algumas figuras conhecidas do rock and roll, e revela que esteve em um relacionamento abusivo com Tony Iommi, guitarrista do Black Sabbath.

Ao falar sobre sua história com Iommi, ela lembra:

Ele parecia tão charmoso, confiante e lindo. Depois eu descobriria que as aparências enganam. Ele era impotente por conta do constante uso de drogas, e ficava envergonhado com isso. Eu me sentia mal por ele e não sabia exatamente o que fazer.

O relacionamento seguiu em frente e Tony a convidou para ir à Inglaterra, quando Lita foi então agredida durante o voo:

“De repente ele me deu um soco no olho,” diz Lita Ford, que chegou a planejar a volta para Los Angeles mas decidiu ficar por lá, “como uma idiota”.

No avião, Lita conta que passou as 10 horas da viagem na cabine das comissárias de bordo, e que quando ele pousou, Tony agiu como se nada tivesse acontecido.

Ela ainda detalha o relacionamento do casal e diz que foi agredida quatro ou cinco vezes e conta sobre uma passagem de quando os dois se tornaram noivos, pouco depois da entrega das alianças:

Após cheirar quilos de pó, ele ficou puto e me enforcou até que eu ficasse inconsciente. Quando acordei, o vi segurando uma cadeira sobre a minha cabeça. Era uma cadeira enorme e pesada de couro e ele estava prestes a jogá-la na minha cara. Eu rolei para o lado e, por sorte, desviei rápido o suficiente para que ele errasse e quebrasse a cadeira no chão.

Lita fugiu para a casa do ex-namorado Nikki Sixx, do Motley Crue, e lá o músico correu até a casa de Robbin Crosby, do RATT, que voltou com heroína. Sixx sugeriu que ela usasse um pouco da droga para que a dor passasse, e ela o fez antes de dormir.

O livro de Lita Ford será lançado em 23 de Fevereiro lá fora. Tony Iommi ainda não se pronunciou a respeito das declarações de Lita Ford.

 

The Runaways

Vale lembrar que há pouco tempo outro caso de abuso com integrantes da banda The Runaways também foi relatado.

Jackie Fox disse que foi estuprada por Kim Fowley, empresário da banda, e que algumas das integrantes presenciaram tudo e não fizeram nada a respeito. A própria Lita Ford disse que não estava lá mas que Jackie não é mentirosa, e que se ela diz que aconteceu, então ela acredita.