Motorhead em 2015

Mikkey Dee, baterista do Motörhead, utilizou a sua página oficial no Facebook para publicar uma carta emocionante a Lemmy Kilmister, baixista, vocalista e fundador da banda que nos deixou ontem (28).

Por lá, ele citou a importância de Lemmy em sua vida e falou sobre como todos deveriam homenageá-lo:

Lemmy!

Meu colega de banda. Meu amigo. Meu irmão.

Não há palavras para descrever as emoções que passam pela minha mente nesse momento mas eu poderia escrever milhares e milhares de palavras de tudo que criamos e experimentamos juntos.

Foi uma verdadeira honra e privilégio tocar com você e compartilhar todo esse tempo, irmão.

Eu celebro todos os momentos que compartilhamos… seu bastardo. Eu sei que vou te ver em algum momento no futuro e talvez estarei em sua banda novamente… mas dessa vez, vamos um pouco mais devagar, cara.

Há um enorme buraco negro aqui agora e ninguém pode preenchê-lo. Ninguém…

Até mais Lem

Mikkey

P.S.: Eu estou profundamente tocado por todo o cuidado e amor que temos recebido dos fãs, amigos e colegas de bandas do mundo todo. Eu aprecio cada um desses. Agora vamos deixar Lemmy orgulhoso e honrar o seu legado.

Fim do Motörhead

Com a morte de Lemmy, o Motörhead também chegou ao fim, e quem confirmou a informação foi justamente o baterista Mikkey Dee.

Em declaração para um veículo da Suécia, o músico disse que a banda não irá mais excursionar e não haverá mais discos, mas “a marca vive para sempre”.

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!