Luis Melodia - Natura Musical
   

O selo Natura Musical, marca da empresa de cosméticos Natura que incentiva a criação e o desenvolvimento da música nacional em todas as suas vertentes, divulgou em evento para jornalistas e convidados os editais de participação para 2016. Com 30 projetos apoiados em todo o país, o Natura Musical recebe grandes bandas de São Paulo, projetos musicais de todo o país ganhadores da categoria “Voto Popular” e iniciativas do Pará, Bahia e Rio Grande do Sul, além do edital mineiro que apresentará homenagens ao cantor, compositor e um dos fundadores do Clube da EsquinaFernando Brant, morto em Junho deste ano.

Conheça abaixo os projetos selecionados:

LUIZ MELODIA (RJ): cantor e compositor, Melodia quer reviver com o disco Música Romance o cancioneiro da Jovem Guarda, sobretudo o repertório gravado por Roberto Carlos nos anos sessenta. O álbum terá turnê de lançamento em três cidades.

CÁTIA DE FRANÇA (PB): cantora e compositora paraibana, Cátia pertence ao grupo de nordestinos que nos anos 70 encontrou-se no Rio. Com cinco discos lançados, prepara-se para romper um hiato de nove anos com novo trabalho e shows em cinco capitais.

Catia de França - Natura Musical

MOVIMENTO BLACKRIO 40 ANOS (RJ): o Movimento Black Rio comemora 40 anos em 2016 e ganha livro dos jornalistas Leo Feijó, Felipe Gaoners, Zé Octávio Sebadelhe e do líder da Banda Black Rio William Magalhães, com fotos e entrevistas inéditas, abordando a história desse fenômeno social.

PATRÍCIA BASTOS (AP): vencedora do Prêmio da Música Brasileira 2014, Patrícia tem três álbuns gravados, dedicados a ritmos da Amazônia. Seu próximo disco, “Batom Bacaba”, aprofunda sua pesquisa em versões do batuque e do marabaixo. O projeto prevê ainda turnê em quatro cidades.

Show Almério Natura MusicalALMÉRIO (PE) – Vencedor por voto popular: Almério, com seu belo timbre vocal e performance provocativa, é mais um talento de Caruaru para o mundo. Vencedor na categoria voto popular do Natura Musical, grava seu segundo álbum, Desempena, com produção de Juliano Holanda, e faz show de lançamento no Recife.

O TERNO (SP): powe rtrio paulistano representante da novíssima música brasileira, O Terno vai gravar seu terceiro álbum e realizar shows de lançamento em três cidades. O trio é formado por Tim Bernardes (guitarra e voz), Guilherme d’Almeida (baixo) e Gabriel Basile (bateria).

 CURUMIN (SP): o multi-instrumentista, cantor e compositor paulistano se prepara para gravar seu quarto disco, com participação de MCs do rap nacional e internacional. O novo projeto, que inclui shows de lançamento, mantém diálogo com outros gêneros como samba, MPB e funk.

100 ANOS DE GAROTO – O GÊNIO DAS CORDAS (SP): Garoto foi o grande modernizador do violão brasileiro, pioneiro da bossa nova e lendário na história do choro. Em seu centenário, nomes consagrados interpretam suas composições, algumas inéditas. O show será apresentado na web com 10 novas partituras de seu acervo.

ACERVO EDERALDO GENTIL (BA): considerado um dos baluartes do samba da Bahia, Ederaldo Gentil tem mais de 200 canções gravadas. Seu acervo será organizado por Luisão Pereira e prevê a remasterização de sua discografia, a criação de um website sobre sua vida e obra e um show em sua homenagem.

COUTTOORCHESTRA (SE) – Vencedor por voto popular: originária de Sergipe, a Coutto é o retrato de uma cena pouco conhecida. Vencedora na categoria voto popular do Natura Musical, se prepara para gravar e lançar, com shows em seis cidades, o segundo álbum, Voga, a partir de uma viagem de barco pelo rio São Francisco.

AFROBOOK (BA): o Afrobook irá mapear, pesquisar e sistematizar as partituras de ritmos afrobaianos, do Ijexá ao samba-reggae, para a publicação de um livro. O mapeamento inédito, desenvolvido pelo Pracatum, servirá como material de apoio ao ensino da cultura de raiz africana.

GIOVANI CIDREIRA (BA): o soteropolitano Giovani Cidreira se prepara para lançar seu primeiro álbum solo, com músicas que tratam de temas existenciais e cotidianos, com influências musicais diversas: MPB, rock dos anos 70 e 80, vanguarda paulista, soul music e música hispano-americana.

I.F.Á AFROBEAT (BA): o I.F.Á. Afrobeat se situa hoje na cena baiana como uma banda instrumental que busca aproximar a cultura afrobeat da sonoridade da música baiana. Além da gravação do CD e prensagem de LPs, o projeto terá show de lançamento no Pelourinho.

 Show Tigana - Natura MusicalTIGANÁ SANTANA – Em experimento Áudio & Visual (BA): com três álbuns lançados, Tiganá propõe, em DVD e espetáculos, um mergulho numa experiência sensorial com participações do coreógrafo do Balé Folclórico da Bahia e do Bando de Teatro Olodum, Zebrinha; da Cacica Pataxó Hãhãhãe Mahiá Muniz e de Milton Nascimento.

GEMA (RS): um grupo de pesquisadores pretende catalogar a experiência de músicos, mestres, grupos, comunidades tradicionais, ritmos e instrumentos que compõem o universo da música regionalista gaúcha. O projeto fará registros multimídia que serão publicados em um website.

GURI ASSIS BRASIL – Ressaca (RS): O cantor, compositor, guitarrista e ex-integrante da banda “Pública”prepara seu segundo disco solo, “Ressaca”, que terá três shows de lançamento. Guri pretende resgatar suas origens, mesclando a guitarra roqueira com ritmos como samba, cúmbia e música tradicional gaúcha.

 TONHO CROCCO – Das Galáxias (RS): O cantor, compositor e instrumentista é reconhecido por seu trabalho com a banda Ultramen. Seu segundo disco solo, “Das Galáxias”, será acompanhado por uma big band com referências das músicas negras norte-americana e brasileira, e terá shows de lançamento em três cidades.

 PROJETO CCOMA – Máquina Latino-americana de Ritmo (RS): O duo instrumental é formado pelo trompetista Roberto Scopel e pelo percussionista Luciano Balen, conhecido como Swami Sagara. A dupla prepara novo disco, que é influenciado pela música de raiz da América do Sul, e fará shows de lançamento em seis cidades.

DVD SONS DO SUL – Maestro Tasso Bangel e Camerata Pampeana (RS): Documentário sobre o trabalho do maestro Tasso Bangel para mostrar a tradição da cultura regional sulina desde que fundou o Conjunto Farroupilha, em 1948, até a criação da Camerata Pampeana. Além do DVD, o projeto prevê shows de lançamento em São Paulo, Pelotas e Porto Alegre.

SAULO DUARTE E A UNIDADE (PA): O cantor e compositor paraenseSaulo Duarte e sua banda, A Unidade, gravam terceiro disco, que pretende misturar os ritmos do Norte com a nova cena paulista. O projeto conta com shows em três cidades e um workshop de produção musical ministrado por Curumin.

 ARRAIAL DO PAVULAGEM – Livro de Músicas (PA): O Arraial do Pavulagem tem 28 anos de existência e oito discos gravados. O grupo criou uma das manifestações culturais mais importantes da região e pretende avançar para a educação musical, lançando um livro com as partituras de suas músicas.

ARTHUR ESPÍNDOLA –DVD (PA): O compositor, intérprete e multi-instrumentista Arthur Espíndola faz parte da nova geração de artistas paraenses e promove o encontro do samba com ritmos regionais. O que Arthur chama de “Samba Amazônico” permeia o DVD Tá Falado, que terá um show de lançamento.

DONA ONETE – Do conto ao canto – os encantos de Dona Onete (PA): A rainha do carimbó chamegado chega ao auge de sua carreira aos 75 anos. Dona Onete contará sua vida em um documentário com o objetivo de retratar a história e a contribuição da cantora para a cultura nortista.  O documentário será oferecido em DVD e na web.

FÉLIX ROBATTO –Belemgue Banger (PA): O guitarrista e percussionista Félix Robatto é pesquisador de música latino-amazônica e produtor. Seu segundo disco solo, Belemgue Banger, reúne música paraense com elementos da guitarrada, surf music, música latina e pop. A turnê de lançamento passará por quatro cidades.

Rael - Natura Musical

RAEL (SP): Rael vem com um álbum de inéditas produzido por Daniel Ganjaman, com participações de Black Alien e Chico César. O disco, que terá shows de lançamento em três cidades, se propõe a ultrapassar barreiras comuns ao hip hop e transitar pelo reggae, o pop, o dub e o samba.

PINDUCA (PA): Aurino Quirino Gonçalves, mais conhecido como Pinduca, é um dos expoentes do carimbó. No auge dos seus 78 anos, Pinduca não lança um disco novo desde 2009. O disco, ainda sem título, será o 34º de sua carreira e o projeto prevê shows de lançamento em três cidades.

FERNANDO BRANT – Vendedor de Sonhos (MG): Em homenagem aos 70 anos, que o compositor completaria em 2016, será lançado um CD, com regravações interpretadas por artistas consagrados que tiveram forte relação com sua música, como Djavan, Luiz Melodia, Fernanda Takai, e Milton Nascimento.

A MÚSICA DE GILVAN DE OLIVEIRA – Songbook (MG): Violonista, cantor, compositor, professor, arranjador e diretor musical, Gilvan de Oliveira tem sete discos lançados em 45 anos de carreira. Gilvan pretende lançar um songbook, com uma seleção das músicas autorais, registros gráficos musicais e partituras.

GRAVEOLA E O LIXO POLIFÔNICO (MG): A banda mineira Graveola e o Lixo Polifônico completa dez anos de estrada com uma sólida rodagem no circuito nacional. Para comemorar, o grupo vai lançar um novo álbum com a produção de Chico Neves e fará turnê por oito cidades.

JULIANA PERDIGÃO – Depois que o Nove Virou Seis (MG): Juliana Perdigão tem formação em música pela Universidade Federal de Minas Gerais, porém se destacou tocando em grupos de choro e ska e traz para sua música um misto de erudito e popular. Seu segundo disco terá produção de Romulo Fróes e shows de lançamento.

 SÉRGIO PERERÊ E NO CHILLA – Viamão (MG): O cantor e compositor prepara Viamão, disco em parceria com o grupo de percussão portenho No Chilla. O álbum traz uma sonoridade latino-americana em diálogo com raízes afro, folclore argentino e elementos contemporâneos. Haverá turnê de lançamento por quatro cidades.