Gene Simmons, baixista da banda Kiss, cedeu uma entrevista para a rádio australiana Gold 104.3 durante a turnê no país e falou de tudo um pouco. Um de seus assuntos favoritos nos últimos anos é a política.

Perguntado se ele disputaria uma eleição, Simmons disse: “Eles não pagam bem. Eles não pagam decentemente nem policiais, professores, bombeiros…as principais funções da sociedade não são bem pagas, por isso não encontramos muitos talentos nessas áreas. Os mais talentosos estão no setor financeiro. Agora, eu poderia ser um bom ditador para os EUA. Me dê apenas seis meses. Quero poder total! Eu seria um ditador benevolente por um dólar. A democracia é maravilhosa mas é uma bagunça. Um ditador benevolente é o melhor jeito de se governar o país. Eu limparia o país de uma vez por todas.”

Em 2012, quando Simmons expressou publicamente seu descontentamento por ter apoiado a eleição do Presidente Barack Obama em 2008, Paul Stanley acabou se irritando com as declarações do companheiro de banda e fuzilou:

Me irrita demais ver celebridades falando sobre política. É tão vergonhoso ver essas pessoas que não têm conhecimento nenhum de causa opinando sobre um assunto que desconhecem. Esses artistas leem as notícias nos jornais ou assistem CNN e acham que podem sair cuspindo opinião sobre algo que eles realmente não sabem do que se trata.

Até o momento não houve novas retaliações de Stanley sobre as declarações de Simmons. 

Ouça a entrevista de Gene Simmons na íntegra: