Os boatos sobre uma reunião da formação clássica do Guns N’ Roses estão cada vez mais fortes e figuras envolvidas no possível retorno estão sendo questionadas a respeito.

Steven Adler, baterista que faz parte do line-up consagrado do grupo e gravou o disco Appetite For Destruction, participou do podcast “The Jasta Show”, apresentado pelo vocalista da banda de hardcore Hatebreed, Jamey Jasta.

Lá, foi questionado a respeito da reconciliação de Axl Rose e Slash, noticiada nas últimas semanas, e falou:

Eu acho ótimo, porque já faz muito tempo. O mundo perdeu 25 anos de ótimas músicas, porque esses dois não estavam juntos. Quero dizer, Slash e Axl, é como Mick Jagger e Keith Richards, Steven Tyler e Joe Perry, Robert Plant e Jimmy Page. Imagine se esses caras não tivessem ficado juntos. É uma vergonha, e eu estou feliz que eles estejam conversando e tudo esteja no passado como deveria ser. Porque eu amo esses caras. O Axl não percebe que eu sou o cara que o ama mais do que qualquer pessoa (risos).

Além de comparar a dupla do Guns a outras figuras importantes do rock, ele disse que não sabe se uma reunião irá acontecer, e que se isso rolar, será o último a saber:

Eu não sei se vai acontecer. Só fico feliz por eles conversarem. É uma vergonha a gente não tocar juntos. Como quando Kennedy foi assassinado ou John Lennon foi assassinado, foi uma vergonha. Nós não tocando juntos, Axl e Slash por conta própria, não tocando juntos, é esse tipo de vergonha. E se acontecer, eu garanto que serei o último a saber.

Se tocássemos juntos, a arena inteira iria chorar de felicidade. Eu percorro o mundo todo, viajo, e as pessoas sempre me perguntam, “Quando vai acontecer a reunião?” E eu quero, mais do que qualquer pessoa, poder dizer, “Ah, iremos fazer nesse dia. Ou nesse dia.” Mas eu não tenho nada a ver com isso. Eu gostaria que eu tivesse. Se eu tivesse, já teria acontecido há muito tempo. Deus não estava pronto para isso.

Você pode ouvir o podcast logo abaixo.

Fonte: Blabbermouth