Geoff Barrow, membro fundador do Portishead, utilizou sua conta no Twitter para reclamar dos serviços de streaming quanto ao pagamento por direitos autorais.

Segundo Geoff, após a música da banda ser tocada 34 milhões de vezes, ela recebeu 1.700 libras, ou cerca de 2.500 dólares, ou ainda, 8 mil Reais.

Barrow disse que não tem nada contra os serviços, mas que tem algo contra a música de sua banda ser comercializada de forma tão barata.

Em um tópico sempre polêmico, é difícil ter um ponto de vista claro a respeito de todos esses números, ainda mais porque o valor repassado por stream vai para a gravadora antes de ir para o artista, e não se sabe exatamente qual é.

Estimativas dizem que os valores médios pagos por serviços dessa natureza ficam entre $.006 e $.0084, ou seja, na pior das hipóteses, 34 milhões de streams teriam gerado 204 mil dólares.

Fonte: CoS