Assista ao novo clipe de Bruno Chelles, Camila Zasoul e Natalhão!  

E a história entre Bill Ward e o Black Sabbath promete pegar fogo.

Depois do ex baterista da banda publicar um longo texto a respeito de como se sentiu humilhado por declarações de Ozzy Osbourne e dizer que só voltaria ao grupo se o vocalista pedisse desculpas, a lenda do rock’n’roll fez exatamente o contrário disso e resolveu expor e reafirmar seu ponto de vista sobre Ward:

Wow Bill,

Que merda você está falando? Eu não posso me desculpar por comentários ou opiniões que eu possa ter falado sobre você na imprensa durante a turnê de “13” e gravação do álbum – fisicamente, você sabia que você estava fodido. Tony, Geezer e eu não achávamos que você conseguiria tocar por duas horas com um solo de bateria toda noite, então tomamos a decisão de seguir em frente. Com as condições de saúde de Tony [que enfrenta um câncer], sentimos que o tempo não estava do nosso lado.

Bill, pare com essa cortina de fumaça sobre um “contrato assinável” e vamos ser honestos. No fundo você sabe que não seria capaz de gravar o álbum e fazer uma turnê de 16 meses. Infelizmente para você, nossos instintos estavam certos já que você esteve no hospital por várias vezes durante 2013. Sua última internação foi por uma lesão no ombro da qual você disse que só se recuperou agora. Isso significaria o cancelamento da nossa turnê mundial. Então como isso tudo pode ser minha culpa? Pare de se fazer de vítima e seja honesto com seus fãs e com você mesmo.

Bill, temos muita história, vamos parar com isso antes que fuja do controle.

Deus te abençoe.

Amor,

Ozzy

Vale lembrar que os planos iniciais do Black Sabbath para 2015 eram de um último álbum e uma última turnê, contando inclusive com a participação de Bill Ward.
Recentemente tanto o disco quanto o show de despedida foram cancelados.

O último disco de estúdio do Sabbath é 13, de 2013.