Ah, os últimos dias do ano… aquele tempo em que todo mundo começa a rever o que aconteceu no ano atual ao mesmo tempo que reflete sobre o que pode ser melhor no ano seguinte. E aí começam as promessas de ano novo… E a expectativa que elas podem trazer.

E é justamente nesse momento da vida que o Foo Fighters aparece em um site de notícias australiano falando que vai tocar até não aguentar mais em 2015, ainda que isso signifique superar a marca de três horas de show.

Na entrevista, Pat Smear declarou que gosta de “tocar até o fim”:

O Dave pode dizer, ele tem essa conexão com o público que inspira a gente. Se ele não está lá pra ser o cara inspirado e maluco, a multidão não seria a mesma. Eu acho que dá pra dizer que o público entra em sintonia com a gente.

Para Grohl, o momento em que “não dá mais” para continuar é um só:

Geralmente apenas quando os meus tornozelos começam a doer.

Chris Shiflett completou: “Você sabe que está no palco por muito tempo quando você começa a pensar na parte inferior das suas costas doendo e não na música que você está tocando.”

Com tudo isso em mente, o que será que os shows do Foo Fighters no Brasil reservam pra gente?

 
Compartilhar