ruido-mm
   

Bang-Bang-Babies

Bang Bang Babies

Vindos da prolífica cena goiana, os Bang Bang Babies já estão na ativa desde 2006 e recentemente lançaram um EP em vinil de 7 polegadas com 3 faixas. Já é o quarto lançamento do grupo, que define seu estilo como garageiro, e é o segundo realizado em formato de vinil. As músicas do novo EP foram produzidas em parceria com dois integrantes da banda de rock psicodélico Boogarins (já conhecida e admirada internacionalmente): Dinho e Benke Ferraz. Nas faixas é possível perceber a preferência dos goianos pela sonoridade garageira, pelo lo-fi, com influências do blues, punk e surf music. A banda diz se inspirar em grupos como Blues Explosion, Cramps, Oblivians e Link Wray.

O EP dos Bang Bang Babies é também a estreia do selo Mandinga Records, criado pelos próprios integrantes, que aparece como uma alternativa para suprir a carência de selos brasileiros que lancem compactos voltados para grupos de Garage/Lo-Fi Rock. As referências para o selo passam longe das pretensões mercadológicas e estão mais para o ramo DIY da música. Dois lançamentos já estão programados para o início de 2015.

Confira o disco completo aqui, e ouça uma das faixas logo abaixo:

 

Chá de Gim

chadegim-2014

Mais um quarteto goiano que bebe das águas psicoativas da cidade. A música da banda Chá de Gim mistura vários estilos criando uma singularidade para suas melodias. Groove, rock e uma pitada de ritmos mais brasileiros compõem a musicalidade da banda. Com um instrumental marcante e forte inspiração em compositores nordestinos, é uma das apostas do novo cenário musical goiano e surpreende por sua simplicidade e poesia.

A banda surgiu em 2014 e segundo a própria é uma mistura da calma (chá) e da loucura (gim), o que se reflete em suas músicas também. O primeiro single da banda, ““, é uma música serena que em determinado momento fica mais agitada e de repente surpreende com um solo marcante de guitarra.

Pardais

pardais-banda

Com influências de ritmos como blues, funk, soul e rock, a banda carioca procura renovar a cena do rock no Rio de Janeiro, com composições animadas e dançantes que se encontram com arranjos musicais muito bem elaborados.

ruído/mm

ruido-mm

Lê-se: ruído por milímetro, uma unidade imaginária criada para representar aquilo que não pode ser descrito. Um quadro, uma paisagem: eventos contemplativos. Esta é a comparação que a banda ruído/mm tenta desenvolver e registrar com suas composições . A banda curitibana que já está no mercado musical desde 2003 é hoje um dos principais representantes do post-rock brasileiro e em seu novo disco, Rasura, traz toda uma psicodelia instrumental.

É um som consistente que mistura piano, escaleta, teclado, guitarras, baixo, bateria e (muitos) efeitos eletrônicos, uma viagem instrumental que mistura do punk ao jazz e consegue atingir de forma sinestésica o ouvinte.