diario-menina-punk-rock

Taylor-Ruth é uma mulher de 20 anos que encontrou em sua coleção pessoal uma página de diário onde escreveu, quando tinha cerca de 10 anos e estava na quinta série, sobre sua relação com o punk rock.

Ela resolveu escanear e publicar a carta na sua conta do Tumblr e o divertido texto chamou a atenção, parou no Reddit, e dali para a frente caiu em diversos sites da Internet.

A carta, que mostra a interessante saga de uma jovem menina descobrindo novas bandas punks, tem o seguinte texto:

Dei uma olhada em vários CDs de música na biblioteca hoje! Alguns deles tinham palavrões no título então tive que prometer para a senhora Jervis que eu tenho 15 anos. Eu não tenho, mas acho que mentir não conta na biblioteca.

Ouvi todos eles. Eu percebi que em VÁRIOS CDs os vocalistas não gostam “do homem.” Eles até o xingam! Não sei quem é “o homem.” Talvez seja o Bush ou o diretor da escola do vocalista. Mas se o Dead Kennedys não gosta do homem, então eu também não gosto. Eu também não gosto de fascistas. Eu acho que eles são tipo um culto religioso do qual “o homem” faz parte.

Até agora acho que sou mais punk do que qualquer outra pessoa que eu tenha conhecido na vida.