Homem é preso por postar letra do Exodus em seu Facebook
 

Homem é preso por postar letra do Exodus em seu Facebook

O norte-americano James Evans foi preso por postar parte da letra de “Class Dismissed (A Hate Primer)”, do Exodus, em seu Facebook. O homem foi indiciado por fazer ameaça terrorista aos estudantes locais.

Ao publicar o trecho “corpos de estudantes mortos nas salas, um sangue espirrado dissertado do ódio. Turma dispensada é a minha hipótese, tiros acabaram com o debate”, Evans atraiu a atenção de pais de alunos das escolas locais, que acabaram ligando para a Polícia.

Em entrevista à rede de TV NBC, a família do acusado afirmou que ele sempre divulgava letras de músicas em seu perfil. Também falando com o canal, Evans declarou:

Não faz sentido. Sinto como se meus direitos civis tivessem sido violados. Você sabe, primeira emenda, liberdade de expressão. Até os caras que estavam na mesma cela que eu e alguns funcionários da prisão acham isso um absurdo e que não havia razão para eu estar ali. 

Em resposta ao incidente, o empresário do Exodus divulgou uma nota explicando que a “banda não promove ou tolera terroristas, ameaças ou assédio moral”. Além disso, estão “um pouco perplexos com o fato de que este homem ser culpado por algo que parece ir de encontro aos seus direitos da Primeira Emenda da liberdade de expressão”.

O guitarrista Gary Holt também disponibilizou um comunicado no qual diz que a música foi composta sob o olhar de uma pessoa insana e que não endossa esse tipo de comportamento. O músico afirmou compreender o medo de que tragédias assim aconteçam, mas prender pessoas por causa de letras de canções é ceder à paranoia.

O julgamento de Evans foi adiado por seis meses e ele terá que passar por uma avaliação mental.