Radiolaria
   

Radiolaria

Radiolaria

Os mineiros da banda Radiolaria finalizaram o mês de agosto entregando para o mundo seu primeiro disco, de nome homônimo.

Formada por Felipe Barros (voz e guitarra), Felipe Xavier (voz e violão), Luiz Eduardo Lobo (bateria), Pedro Rios (teclado) e Wagner Costa (baixo), a banda mistura em suas composições os traços tão marcantes da bela Minas Gerais, com referências ao pop e rock do lugar e ao Clube da Esquina.

Você pode fazer o download gratuito do trabalho no site oficial da banda.

Moloko Drive

Moloko Drive

Já os potiguares da Moloko Drive lançaram o EP Simulacro, também de estreia. A banda, formada por Paolo (baixo e voz), Raphael Gomes (guitarra), Vinícius Menna (guitarra) e Fernando Gomes (bateria), tem em sua sonoridade, assim como em seu nome que já vai deixar os fãs do clássico Laranja Mecânica com um nó na cabeça, reflexos do clássico e do contemporâneo.

Escute abaixo e conte pra gente o que você achou.

Bow Bow Cogumelo

Bow Bow Cogumelo

Os caras da Bow Bow Cogumelo são de Niterói e trazem consigo o jeito malandro do carioca. Formada por Rafael Antunes (vocal), João Gabirú (guitarra / baixo), Canequinha (guitarra / vocal) e Felipe Ferreira (bateria), a banda está lançando o disco Mergulho, com influências que vão do hip-hop ao pop.  

Para fazer o download do trabalho, acesse o site oficial da banda.

Arthur Matos

Arthur Matos

Primeiro e único não estreante deste texto, Arthur Matos acaba de lançar seu terceiro disco, batizado de Accidental Lights. No trabalho, o cantor sergipano passeia pelo folk e pelo pop com a doçura dos pianos e pelas batidas marcadas do violão.

No site do cantor é possível baixar seus dois primeiros discos, além de encontrar links para a compra do terceiro disco, ou para ouvi-lo em streaming.

 

Frabin

Frabin

Do Oiapoque ao Chuí ou de Belém a Santa Catarina?

O cruzamento é bem diferente mas Victor Fabri, criador do projeto experimental Frabin, pode ter nessas origens difusas um pouco da explicação de seu som, que remete à psicodelia e ao indie-dance. Selfish, o EP de estreia do moço, resgata composições guardadas no computador e miragens diversas, espalhando elementos criativos em meio a cinco canções.

Experimente: