Mark Chapman

O dia 8 de dezembro é triste para qualquer fã de música. Neste data, em 1980, John Lennon foi assassinado com quatro tiros disparados por Mark Chapman, em Nova York, na frente de seu próprio apartamento.

O criminoso foi condenado e permanece encarcerado até hoje, apesar de recentemente ter pleiteado, pela oitava vez, o direito à liberdade condicional. Felizmente, tal desejo foi negado pela justiça norte-americana.

Entretanto, Chapman revelou em seu mais recente apelo que “sente muito por causar esse tipo de dor”. Não satisfeito, completa: “Me desculpem por ser um idiota e por ter escolhido o caminho errado para a glória. Muitas, muitas pessoas o amavam. Ele era incrível e talentoso e as pessoas ainda sentem por isso”.

Mark Chapman poderá entrar com um novo pedido de liberdade daqui a dois anos.